Tudo sobre: Amebíase

Introdução

A amebíase é uma doença infecciosa causada por um protozoário da espécie Entamoeba histolytica, este possui várias espécies, capazes de infectar vários animais, principalmente o homem e primatas não humanos (macacos). É uma doença rara em cães e em gatos, que leva ao desenvolvimento de colite amebiana.

O protozoário possui distribuição mundial, causando maiores prejuízos em locais em que o saneamento básico e as condições higiênicas da população são precárias.

Os cães e gatos se infectam ao ingerir cistos do E. histolytica através de alimentos ou água contaminadas com fezes de humanos com amebíase. Após ingestão, o protozoário coloniza o intestino grosso (cólon), causando severas lesões ulcerativas e necrosantes na mucosa. Os animais não infectam outros animais e seres humanos, pois não liberam a forma infectante do parasito nas fezes.

As infecções pela E. histolytica geralmente são assintomáticas. A ocorrência de manifestações clínicas irá depender da virulência do agente, da espécie hospedeira, do status nutricional e imunológico, da microflora intestinal e da presença de doenças concomitantes. Em casos de imunossupressão, a E. histolytica pode invadir outros órgãos, como fígado, cérebro, pulmão, rins, pele, entre outros.

Quando o tratamento não é adequado, a colite amebiana é extremamente severa, podendo rapidamente desenvolver ulcerações e por vezes atingir todo o cólon.

Transmissão

-Fezes

-Água contaminada

-Alimentos contaminados

Manifestações clínicas

-Assintomático

-Diarreia sanguinolenta

-Êmese

-Perda de peso

-Apatia

-Fraqueza

-Anorexia

Diagnóstico

Associação entre anamnese, sinais clínicos e exame clínico.

-Parasitológico de fezes

-Colonoscopia

-Biópsia

-Histopatologia

-Hemograma completo

-Ultrassonografia

Observação: A realização e a definição de necessidade de exames complementares são decisões do Médico Veterinário.

Tratamento

O tratamento é baseado no uso de antiparasitários e antibióticos. Pode ser necessária terapia sintomática, com uso de fluidoterapia e reposição de eletrólitos.

Prevenção

Como os seres humanos são a principal fonte de infecção para os animais, estes devem tomar certos cuidados de higiene e saneamento básico, que servirão também para sua própria proteção. Evitando a infecção do homem, evita-se a transmissão para os animais.

Cuidados básicos de higiene como lavar as mãos antes e depois de comer, e após usar o banheiro, lavar os alimentos (frutas, legumes e verduras) antes do consumo, e utilização de água tratada ou fervida e filtrada para o preparo dos alimentos, ingestão e irrigação, são medidas preventivas contra a amebíase e outras doenças. 

Saneamento básico e hábitos de higiene adequados são fundamentais para o controle da amebíase e outras doenças, como a esquistossomose, já que a infecção se dá pelo consumo de alimentos e água contaminados com fezes.

Em caso de sinais de diarreia sanguinolenta, recomenda-se que a pessoa procure atendimento médico para receber o devido tratamento. Além disso, em caso de doenças zoonóticas, como a amebíase, pode ser necessário o tratamento dos contactantes, inclusive os animais de estimação.

Referências Bibliográficas

FRADE, M. T. S.; NASCIMENTO, E. M.; et al. Colite necrohemorrágica causada por Entamoeba histolytica em um cão. Acta Scientiae Veterinariae. v. 45, 2017.

HUSTON, C. D. Parasite and host contributions to the pathogenesis of amebic colitis. Trends in Parasitology, v.20, n.1, p. 23–26, Jan. 2004. doi:10.1016/j.pt.2003.10.013. 

MAHFOOZ, A. M. A.; et al. Amoebiasis: Prevalence, Treatment with Metronidazole and Nalidixic acid in Dogs. Scholar’s Advances in Animal and Veterinary Research. v.1 n.1, p. 34-37, 2014.

NELSON, R. W. ; COUTO, C. G. Zoonosis. Small animal internal medicine. St. Louis: Missouri, 2014., cap. 97, p. 1425.

OLIVEIRA, M. de; Amebíase. In vivo- FIOCRUZ, 2003. Disponível em: <http://www.invivo.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=90&sid=8>. Acesso em: 17 dez 2019.

PATTON, S. Overview of Amebiasis. MSD. Manual: Veterinary Manual. Disponível em: <https://www.msdvetmanual.com/digestive-system/amebiasis/overview-of-amebiasis>. Acesso em: 17 dez 2019.

STANLEY, S. L. Amoebiasis. The Lancet, v. 361, p. 1025–1034, 22 mar. 2003. doi:10.1016/s0140-6736(03)12830-9

Recomendamos levar o seu pet a um médico veterinário para um diagnóstico preciso