Tudo sobre: Broncopneumonia

Introdução

A broncopneumonia é uma infecção de rápida instalação dos brônquios, que são estruturas importantes para a passagem do ar nos pulmões. Sendo assim, a broncopneumonia geralmente resulta em infecção em todos os componentes pulmonares, diferentemente de uma pneumonia comum, que afeta menos regiões do pulmão. A broncopneumonia pode estar associada a um estágio final de diversas doenças.

Na maior parte dos casos, a broncopneumonia é secundária a uma colonização de bactérias como Staphylococcus spp, Streptococcus spp, Proteus spp, Klebsiella spp, entre outras, que ocorre devido a uma infecção primária viral. Agentes virais comuns são o adenovírus canino tipo II, o vírus da parainfluenza canina, o calicivírus felino e o herpesvírus felino. Porém, algumas bactérias, como a Bordertella bronchiseptica, podem ser o agentes primários da broncopneumonia tanto em cães como em gatos. 

Infecções por fungo também podem ocorrer, mas são menos comuns. Em gatos, há relatos de broncopneumonia causada por criptotocose em um animal positivo para o vírus da imunodeficiência felina (FIV) e, de forma grave, causada por Aelurostrongylus abstrusus.

Além disso, a broncopneumonia pode ocorrer como uma complicação quando o animal aspira algum tipo de alimento, ácido gástrico, corpo estranho ou substâncias tóxicas, bem como secundária às hemorragias pulmonares e doenças crônicas das vias aéreas, como a bronquite crônica

A broncopneumonia pode ocorrer em cães, gatos, roedores e aves.

A transmissão depende do tipo de agente envolvido (bactéria, fungo ou vírus). Em alguns casos, tosses, espirros ou arranhaduras podem estar associadas à transmissão de agente causadores de broncopneumonia.

Transmissão

- Depende do agente infeccioso

Manifestações clínicas

- Anorexia parcial

- Tosse não produtiva

- Tosse produtiva

- Letargia

- Depressão

- Diminuição da tolerância a exercícios

- Cianose

- Pirexia

- Alteração do som do latido em cães

- Emagrecimento

- Dispneia

Diagnóstico

Associação da anamnese detalhada e exame físico, e complementares pelo(a) médico(a) veterinário(a). 

Exames que podem ser solicitados:

- Hemograma

- Bioquímica sanguínea

- Radiografia torácica

- Broncoscopia 

- Lavado broncoalveolar

- Lavado traqueal

- Citologia

- Cultura bacteriana

- Cultura fúngica

- Sorologia para Coccidiose

- Tomografia da região torácica

Observação: A realização e a definição da necessidade de exames complementares são decisões do(a) Médico(a) Veterinário(a). 

Tratamento

Animais em estado grave necessitam de hospitalização para que tenham acesso à terapia intensiva, tal como fluidoterapia e oxigenioterapia. A terapia depende da causa da broncopneumonia e também dos resultados do exame. Podem ser utilizados antibióticos e antifúngicos, sendo em alguns casos necessária a seleção dos mesmos a partir de exames de cultura e antibiograma. 

É indicada também a realização de nebulização com solução salina e adição de antibiótico específico como terapias adjuvante. A terapia respiratória pode auxiliar na depuração do material mucopurulento, uma vez que leva à tosse. 

Há relatos de lobectomia parcial (retirada parcial de um lobo pulmonar) em cão com broncopneumonia crônica. 

A utilização de antitussígenos e corticóides é contra-indicada.

Prevenção

A vacinação indicada pelo(a) médico(a) veterinário(a) responsável pelo animal é uma medida preventiva para alguns agentes causadores de broncopneumonia em animais domésticos.

Referências Bibliográficas

Broncopneumonia: sintomas, tratamento e causas. Disponível em: <https://www.minhavida.com.br/saude/temas/broncopneumonia>

Cabanes FJ, Abarca ML, Bonavia R, Bragulat MR, Castella G, Feer L; Cryptococcosis in a cat seropositive for feline immunodeficiency virus; MYCOSES 38, 131-133 (1995).

Harris IE, Portas BH, Goydich W; Adenoviral bronchopneumonia of guinea pigs. Aust Vet J. 1985 Sep;62(9):317

Israel NV; Common lower airway diseases in the dog and cat; UK Vet - Vol 11 No 3 April 2006

Skykes JE, Mapes S, Lindsay LL, Samitz E, Byrne BA; Corynebacterium ulcerans Bronchopneumonia in a Dog; J Vet Intern Med; 2010;24:973-976.

Soares C, Cardoso M, Mestre A, Crisi PE; Case report: Severe and progressive bronchopneumonia by Aelurostrongylus abstrusus in an adopted stray cat from Portugal; J Parasit Dis (Oct-Dec 2017) 41(4): 976-980

Tasaka S, Kanazawa M, Kawai C, Soejima K, Yamaguchi K, Takata A, Torikata C, Hata J; Fatal Diffuse Alveolar Damage from Bird Fanciers´Lung; 1997;64:307-309

Recomendamos levar o seu pet a um médico veterinário para um diagnóstico preciso