Tudo sobre: Colangite linfocítica

Introdução

É uma doença crônica de progressão lenta caracterizada por uma infiltração de pequenos linfócitos nas áreas portais do fígado. Pode ser conhecida como colangio-hepatite linfocítica, hepatite portal linfocítica e colangite não supurativa.

A etiologia é desconhecida sugerindo mais de uma possível causa, como uma doença imunomediada apesar de não verificar melhora com a utilização de imunossupressores, ou acarretada por agentes como coronavírus felino, vírus da leucemia felina (FeLV), toxoplasma e trematódeos hepáticos. Há estudos ainda que sugerem como potencial etiológico o Helicobacter spp. ou Bartonella spp. Pode-se observar em alguns gatos a ocorrência de hiperplasia biliar e fibrose peribiliar concomitante. Acomete gatos, principalmente jovens ou de meia-idade. Há uma certa prevalência para gatos da raça Persa. Não há predileção de gênero.

Transmissão

- Não se aplica.

Manifestações clínicas

- Icterícia 

- Emagrecimento

- Letargia

- Ascite

- Êmese

- Polidipsia 

- Poliúria 

- Hepatomegalia 

- Encefalopatia hepática

Diagnóstico

Associação entre história clínica, exames físicos e laboratoriais.

Exames que o(a) Médico(a) Veterinário(a) pode pedir:

- Hemograma

- Bioquímico

- Urinálise

- Radiografia abdominal

- Ultrassonografia abdominal

- Punção Aspirativa por Agulha Fina (PAAF) guiada por ultrassonografia

- Biópsia guiada por ultrassonografia

- Citopatologia

- Histopatologia

- Reação em cadeia da polimerase (PCR)

* Em casos graves, o principal diagnóstico diferencial pela histologia é o linfoma.

Observação: A realização e a definição de necessidade de exames complementares são decisões do(a) Médico(a) Veterinário(a).

Tratamento

As recomendações terapêuticas causam muitas controvérsias, principalmente devido à incerteza da causa. Recomenda-se tratamento com corticoides, antibióticos, antioxidantes e anti-inflamatório. Além disso, recomenda-se uma dieta altamente digerível.

Prevenção

-Não se aplica.

Referências Bibliográficas

BECHE, A. Complexo colangite felina. Monografia (Curso de Especialização em Clínica Médica de Felinos) - Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2017.

ESTEVES, C. S. A. O. Complexo colangite felino. Dissertação (Mestrado Integrado em Medicina Veterinária) - Ciências Veterinárias, Universidade de Trás-os- Montes e Alto Douro, Vila Real, 2010.

NELSON, Richard W. et al. Medicina Interna de Pequenos Animais. Ed. Elsevier, ed. 5, cap. 40, 2015.

Recomendamos levar o seu pet a um médico veterinário para um diagnóstico preciso
Conheça o Serviço Veterinário em Domicílio - Agendar Agora