Tudo sobre: Encefalite do cão velho

Introdução

A encefalite do cão velho também denominada como encefalite multifocal desmielinizante é uma doença de caráter crônico que acomete cães idosos. Corresponde a uma das três formas de encefalite causadas pelo vírus da cinomose, uma vez que além desta há também a encefalite do cão jovem e a encefalite dos cães adultos

A cinomose é uma doença viral infectocontagiosa causada por um vírus da família Paramyxoviridae e gênero Morbillivirus. É responsável pela desmielinização das terminações nervosas, ou seja, destruição da bainha de mielina que envolve estruturas do sistema nervoso. 

Animais que sobrevivem à infecção pelo vírus da cinomose podem apresentar sequelas ou desenvolver complicações tardias, como a encefalite do cão velho, que acomete principalmente animais acima de seis anos de idade.

Não há predisposição de gênero ou raça. Estimam-se que 75% dos cães suscetíveis eliminam o vírus, mas não manifestam sinais clínicos da doença. 

Transmissão

- Contato com secreções e excreções (urina, fezes, saliva, placenta e secreções respiratórias)

Manifestações clínicas

- Pirexia

- Diarreia

- Êmese 

- Hiporexia

- Anorexia

- Tenesmo

- Secreção nasal

- Tosse

- Dispneia 

- Apatia 

- Ceratoconjuntivite seca

- Mioclonia

- Convulsão

- Rigidez cervical

- Hiperestesia

- Tremores

- Tetraparesia progressiva

- Paralisia

- Ataxia

- Mudanças comportamentais

- Depressão

- Desorientação

Diagnóstico

Associação entre anamnese detalhada e exames físico e complementares.

Exames que o(a) Médico(a) Veterinário(a) pode solicitar/ realizar:

- Hemograma completo

- Soroneutralização

- ELISA

- Reação em cadeia da polimerase da transcriptase reversa (RT-PCR - Cinomose)

- Isolamento viral

- Imunofluorescência direta de fluidos corporais 

- Histopatológico 

- Imuno-histoquímica (amostra de biópsia ou necropsia)

Observação: A realização e a definição de necessidade de exames complementares são decisões do(a) Médico(a) Veterinário(a).

Tratamento

Não há um tratamento antiviral para o vírus da cinomose, assim, é sugerido um tratamento suporte de controle dos sintomas. A eutanásia é recomendada em casos progressivos da doença. 

Prevenção

A principal forma de prevenção para a ocorrência da encefalite do cão velho é a vacinação e reforço de acordo com o recomendado pelo(a) médico(a) veterinário(a) responsável. Além disso, recomenda-se isolamento de animais afetados e em tratamento para que não entrem em contato com os demais e transmitam o vírus. 

Referências Bibliográficas

HAMZÉ, Abdul Latif et al. Cinomose do cão velho–relato de caso.Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, n. 13, 2009.

MANGIA, S. H.; PAES, A. C. Neuropatologia da Cinomose. <b>Vet. E Zootec</b>., v. 15, n. 3, p. 416-427, dez. 2008. 

SONNE, L. <b>Achados Patológicos e Imunoistoquímicos de Cães Infectados pelo Vírus da Cinomose Canina. Dissertação (mestrado em Ciências Veterinárias) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

ZANG, L. Doença do Disco Intervertebral.Monografia (graduação em Medicina Veterinária) – Universidade do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Recomendamos levar o seu pet a um médico veterinário para um diagnóstico preciso