Tudo sobre: Hérnia Diafragmática

Introdução

A hérnia diafragmática ocorre quando a continuidade do diafragma é rompida, de forma que os órgãos abdominais podem migrar para o interior da cavidade torácica.

Essa alteração é comumente diagnosticada por clínicos de pequenos animais e pode ser congênita ou adquirida. Existe a hérnia pleuroperitoneal congênita que raramente é diagnosticada, pois a maioria dos animais acometidos morre logo após o parto. 

A maioria das hérnias diafragmáticas em cães e gatos é causada por traumas, particularmente por acidentes com veículos motorizados. O aumento abrupto na pressão intra-abdominal, acompanhado de movimentações forçadas da parede abdominal, causa a deflação rápida dos pulmões, resultando em uma grande pressão pleuroperitoneal. Alternativamente, o gradiente de pressão que ocorre entre o tórax e o abdome pode causar uma ruptura no diafragma. Essa ruptura acomete os pontos mais fracos do diafragma, geralmente nas porções musculares. A localização e o tamanho da ruptura dependem da posição do animal no momento do impacto e da localização das vísceras. 

Hérnias diafragmáticas traumáticas estão frequentemente associadas à dificuldade respiratória significativa, porém em casos crônicos os animais podem ser assintomáticos. 

Não existe predisposição racial e os animais com hérnia diafragmática podem sobreviver por anos. De 15 a 25% dos animais são diagnosticados semanas após o trauma. Os animais podem apresentar choque agudo após o trauma, ou a hérnia pode ser um achado incidental.

Manifestações clínicas

Em casos agudos, os animais frequentemente apresentam choque, sendo os sinais clínicos:

- Membranas e mucosas pálidas ou cianótica

- Taquipneia

- Taquicardia

- Arritmias cardíacas

Em casos crônicos:

- Dispneia

- Intolerância ao exercício

- Anorexia

- Êmese

- Diarreia

- Perda de peso

- Dor após ingestão da comida

Ou podem ser inespecíficos:

- Depressão

- Sinais associados ao órgão herniado

Diagnóstico

- Radiografia torácica

- Radiografia Abdominal

- Ultrassonografia torácica

- Ultrassonografia abdominal

- Celiografia de contraste positivo

- Perfil bioquímico - pode haver alteração de enzimas hepáticas caso o fígado esteja herniado

Observação: A realização e a definição de necessidade de exames complementares são decisões do(a) Médico(a) Veterinário(a). 

Tratamento

Antibióticos profiláticos devem ser fornecidos antes da indução anestésica em animais com herniação hepática. Toxinas podem ser liberadas na circulação em casos de estrangulamento hepático ou comprometimento vascular. Pré-medicar tais pacientes com esteróides pode ser benéfico. Fornecer oxigênioterapia.

O tratamento de hérnias diafragmáticas é cirúrgico. Hérnias crônicas podem ter uma taxa de mortalidade mais alta do que as agudas. Entretanto, o prognóstico em ambos os grupos é de bom a excelente após a cirurgia. Na presença de contusão pulmonar a cirurgia deve ser retardada até que o animal seja estabilizado. Animais com herniação gástrica devem ser avaliados cuidadosamente quanto à distensão gástrica e operados assim que estejam aptos a ser anestesiados com segurança, pois a distensão gástrica aguda pode causar prejuízo respiratório rápido e fatal.

O tratamento cirúrgico consiste no reposicionamentos dos órgãos herniados na cavidade abdominal e sutura do diafragma rompido - herniorrafia.

Prevenção

Não há como prevenir a hérnia diafragmática congênita. Porém, a forma adquirida é passível de prevenção. É recomendado que o tutor não permita que seu pet tenha acesso à rua sem coleira e guia, a fim de evitar a ocorrência de qualquer tipo de acidente. Caso o pet seja atropelado ou algum outro tipo de acidente ocorra, é indicado ao tutor que procure assistência médica veterinária o mais rápido possível.

Referências Bibliográficas

CRIVELLENTI, Leandro Zuccolotto; SOFIA, Borin- Crivellenti . Casos de Rotina em Medicina Veterinária de Pequenos Animais, São Paulo, ed.2, p.174-175, 2015.

FOSSUM, T; W.. Cirurgia de pequenos animais. 4° edição, p.1002-1007, 2014.

Recomendamos levar o seu pet a um médico veterinário para um diagnóstico preciso
Conheça o Serviço Veterinário em Domicílio - Agendar Agora