Tudo sobre: Hipoplasia Cerebelar

Introdução

A hipoplasia cerebelar é uma malformação congênita do cerebelo (cerebelo menor do que o normal) observada com maior frequência em espécies domésticas, sendo descrita em bovinos, equinos e cães das raças Chow Chow, Setter Irlandês, Fox Terrier e Husky Siberiano. Em felinos, entretanto, a hipoplasia cerebelar é causada frequentemente pelo vírus da panleucopenia felina (parvovírus felino) quando há transmissão intrauterina (mãe transmite para o feto).

Excluindo-se a origem infecciosa em felinos, é provável que a hipoplasia cerebelar seja uma alteração hereditária e congênita, sendo caracterizada pela diminuição do tamanho do cerebelo com sinais neurológicos variáveis logo nos primeiros dias de vida do animal.

Transmissão

- Intrauterina (felinos) - decorrente da infecção pelo vírus da panleucopenia felina

Manifestações clínicas

  • Tremores de cabeça
  • Nistagmo
  • Incoordenação
  • Ataxia discreta, moderada ou grave
  • Alterações posturais
  • Dificuldade de se manter em estação
  • Opistótono
  • Perda de equilíbrio
  • Hipermetria

Diagnóstico

Associação entre anamnese detalhada e exames físico e complementares. O médico(a) veterinário(a) pode solicitar/ realizar os seguintes exames complementares:

  • Tomografia computadorizada
  • Ressonância magnética 
  • Necropsia (Post mortem) e histopatologia

Observação: A realização e a definição de necessidade de exames complementares são decisões do(a) Médico(a) Veterinário(a). 

Tratamento

Não há tratamento para hipoplasia cerebelar.

Prevenção

Não há forma específica de prevenir a ocorrência de hipoplasia cerebelar, mas como pode apresentar caráter hereditário, recomenda-se retirar os animais acometidos da reprodução. 

Em felinos, como pode ocorrer secundariamente à infecção pelo vírus da panleucopenia felina, é essencial realizar a imunização dos animais, que é o método mais eficaz para o controle das principais doenças infectocontagiosas. A vacinação não é responsável por proteger apenas o animal vacinado, mas também parte da população não vacinada, por meio da imunização coletiva, também conhecida como “imunidade de rebanho”. 

Importante: não vacinar fêmeas gestantes, uma vez que pode ocorrer infecção do feto pelo vírus vivo modificado presente na vacina contra a panleucopenia felina.

Referências Bibliográficas

FIRMINO, M. O et al. Abiotrofia cerebelar em um gato. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. Belo Horizonte, v. 69, n. 5, 2017.

NELSON, Richard; COUTO, C. Guillermo. Medicina interna de pequenos animais. Elsevier Brasil, 2015.

SCHILD, A. L et al. Hipoplasia Cerebelar e Porencefalia em Bovinos Charolês no Sul do Rio Grande do Sul. Rev. Ciência Rural. Santa Maria, v. 31, n. 1, p. 149-153, 2001.

Recomendamos levar o seu pet a um médico veterinário para um diagnóstico preciso
Conheça o Serviço Veterinário em Domicílio - Agendar Agora