Tudo sobre: Íleo Mecânico

Introdução

O íleo mecânico, também conhecido por obstrução mecânica do intestino, trata-se de uma patologia que, como o nome diz, ocasiona um bloqueio do lúmen intestinal normal. Ou seja, por algum motivo a passagem anatômica do intestino fica bloqueada. Por apresentar origem multifatorial, é comum ser considerado uma síndrome. Entre os fatores envolvidos em sua causa, os mais encontrados na rotina clínica são: ingestão de corpos estranhos, torção e/ ou adesão intestinais, intussuscepção, estreitamento do lúmen intestinal após procedimentos cirúrgicos, má formação congênita, abscessos, neoplasias intestinais, encarceramento intestinal em hérnias, entre outros.

Uma vez que o desenvolvimento da patologia apresenta múltiplos fatores causadores, animais de qualquer raça, sexo ou idade podem ser acometidos. Os sinais clínicos vão variar de acordo com a porção intestinal envolvida, o grau de obstrução e se a integridade vascular foi total ou parcialmente comprometida. 

Quando ocorre obstrução nas porções mais craniais do intestino, ou seja, no início do mesmo e, quanto mais completa for esta obstrução, mais agudos serão os sinais, podendo desencadear desequilíbrio eletrolítico, desidratação intensa e até choque no animal. Ainda, se a vascularização da parte do intestino acometida for muito comprometida, pior será o quadro clínico. 

Transmissão

-Não se aplica

Manifestações clínicas

-Êmese

-Anorexia

-Apatia (pode variar de moderada à intensa)

-Distensão abdominal

-Diarreia

-Cólica

-Choque hipovolêmico

-Desidratação 

-Febre

-Dor constante

Diagnóstico

Exame físico, anamnese, sinais clínicos e exames complementares

Exames que o médico veterinário pode solicitar:

-Radiografia simples

-Radiografia contrastada 

-Ultrassonografia

-Hemograma

-Bioquímica 

Observação: A realização e a definição de necessidade de exames complementares são decisões do Médico Veterinário. 

Tratamento

Geralmente o tratamento baseia-se na intervenção cirúrgica. A enterotomia (abertura do intestino) poderá ser indicada em casos de um corpo estranho ou torção recente. Nos casos mais graves, como neoplasias, estenose congênita e necrose de alças intestinais, a enterectomia (remoção da porção acometida do intestino) poderá ser o procedimento mais indicado. Em todo o caso, a avaliação do Médico Veterinário com base nos exames físicos e complementares será fundamental para determinar a melhor forma de intervenção.

No tratamento pós-operatório serão indicados anti-nflamatórios, antibióticos, analgésicos e, se for o caso, outros fármacos por decisão do Médico Veterinário responsável. A alimentação fornecida ao animal deverá ser de líquida a pastosa durante o período de recuperação.

Em caso de suspeita de íleo mecânico, deve-se intervir o mais rápido possível, pois o prognóstico favorável está diretamente relacionado com a velocidade da intervenção.

Prevenção

Não existe medida preventiva específica para se evitar as obstruções intestinais. O que se pode fazer é, no caso de íleo mecânico por corpo estranho, atentar-se para que filhotes e animais jovens não tenham acesso a materiais pequenos que eles possam engolir, uma vez que eles têm o hábito de mastigar e ingerir objetos.

É importante conhecer seu animal e saber distinguir mudanças de comportamento como apatia, diminuição na alimentação e ingestão de água, entre outras características que podem indicar não só problemas intestinais como a obstrução, mas também outras patologias. O acompanhamento de um Médico Veterinário é fundamental para a saúde e bem-estar dos animais de forma geral.

Referências Bibliográficas

BIRCHARD, Stephen J.; SHERDING, Robert G. Saunders Manual of Small Animal Practice-E-Book. Elsevier Health Sciences, 2005.

MUDADO, M.A.; DEL CARLO, R.J.; BORGES, A.P.B.; COSTA, P.R.S. Obstrução do
trato digestório em animais de companhia, atendidos em um Hospital Veterinário no ano de 2010. Revista Ceres, v.59, n.4, p.434-445, 2012.

THRALL, Donald E. Textbook of Veterinary Diagnostic Radiology-E-Book. Elsevier Health Sciences, 2013.

WILLARD, M.D. Desordens do trato intestinal. In: NELSON, R.W; COUTO, C.G.
Medicina Interna de Pequenos Animais. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015. p.455-489.

WILLARD, M.D. Exames diagnósticos para o trato alimentar. In: NELSON, R.W;
COUTO, C.G. Medicina Interna de Pequenos Animais. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.
p.390-409.

Recomendamos levar o seu pet a um médico veterinário para um diagnóstico preciso