Tudo sobre: Melanoma Uveal

Introdução

Melanomas são neoplasias das células que produzem o pigmento que dá cor à pele dos animais. Esses tumores podem surgir em cães acima de oito anos de idade e gatos em idade mais avançada (a partir de 12 anos). São classificados em benignos ou malignos e podem acometer a boca, os olhos e outros órgãos. Na região ocular são mais comuns nas conjuntivas, pálpebras, limbo, úvea e coróide. Cães das raças Terrier Escocês, Schnauzer e Setter Irlandês são mais suscetíveis e não tem predisposição racial em gatos. Tanto machos quanto fêmeas podem ser acometidos.

Nos cães, o melanoma uveal é a neoplasia intra-ocular mais frequente e geralmente é unilateral. Em gatos é menos comum, porém ainda assim é a neoplasia ocular mais relatada na espécie e tem alta taxa de metástase, sendo bastante agressivo. A exposição à luz solar pode ser um fator importante no desenvolvimento dos melanomas em animais de idade avançada, pois pode promover alteração no DNA da célula, levando à proliferação descontrolada.

Transmissão

-Não se aplica

Manifestações clínicas

- Presença de massa pigmentada na úvea

-Uveíte não responsiva a tratamento

- Espessamento e irregularidade da pupila

-Hifema

-Endoftalmite

-Opacidade de córnea

-Edema de córnea

-Hemorragias perioculares

-Descolamento de retina

-Em caso de infiltração no nervo óptico pode causar cegueira

Diagnóstico

-Oftalmoscopia

-Ultrassonografia ocular

-Angiografia com fluoresceína

-Gonioscopia

-Citopatologia

-Histopatologia

-Imuno-histoquímica

Observação: A realização e a definição de necessidade de exames complementares são decisões do(a) Médico(a) Veterinário(a). 

Tratamento

Deve-se levar em consideração a localização da neoplasia para realização de remoção cirúrgica total. Quando o tumor está confinado ao olho apenas, a enucleação é indicada. Pode-se lançar mão da iridectomia (retirada da íris) ou da fotocoagulação a laser em casos de pequenos tumores na íris. 

A quimioterapia é ineficaz para tratamento do melanoma uveal.

Prevenção

Evitar exposição solar em horários de intensa radiação e levar o pet a consultas regulares ao(a) Médico(a) Veterinário(a).

Referências Bibliográficas

SILVA, A.P.T. et al. Melanoma ocular em cães: relato de dois casos. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP. v. 11, n. 1, p. 24 – 31, 2013.

FUKUMASU, H. et al. Patologia Molecular das Neoplasias. Em: Tratado de Medicina Interna de Cães e Gatos. Ed. 1. Guanabara Coogan: Rio de Janeiro. p.1521, 2015.

BUSSANICH, N.M.; DOLMAN, P.J.; ROOTMAN, J.; DOLMAN, C.L. Canine uveal melanomas:series and literature review. Journal of American Animal Hospital Association. v. 23, n. 4, 422 p. , 1987.

DUCAN, D.E.; PEIFFER, R.L. Morphology and prognostic indicator of anterior uveal melanomas in cat. Progress in Veterinary & Comparative Ophthalmology. v. 1, n. 1, p. 25-32, 1991.

Recomendamos levar o seu pet a um médico veterinário para um diagnóstico preciso
Conheça o Serviço Veterinário em Domicílio - Agendar Agora