Tudo sobre: Mucinose

Introdução

A mucinose, conhecida também como mixedema ou degeneração mucinosa, é uma doença dermatológica relativamente rara, exceto em cães da raça Shar-Pei, nos quais pode ter um componente genético envolvido. É caracterizada pelo acúmulo local ou difuso de mucina (tipo de proteína) na pele ou nos folículos pilosos. Alguns pesquisadores acreditam que a mucinose em cães da raça Shar-Pei ocorre como consequência de uma provável alteração genética no metabolismo do ácido hialurônico, principal componente da mucina.
Ela pode advir de causas idiopáticas (primária) ou secundárias a outras doenças como hipotireoidismo, lúpus eritematoso ou neoplasia, mieloma múltiplo, leucemias e linfoma.

Não há predileção de gênero e idade. 

Transmissão

- Hereditária em Shar-Pei (ainda discutida entre pesquisadores)

Manifestações clínicas

- Espessamento e edema da derme

-Pápula, nódulo ou placa focal ou multifocal de diferentes consistências e tamanhos

- Alopecia na região da lesão 

Diagnóstico

Associação entre anamnese detalhada e exames físico e complementares.
Exames que o(a) Médico(a) Veterinário(a) pode solicitar/ realizar:


- Hemograma

- Urinálise 

- Punção aspirativa das lesões

- Citologia

- Biópsia de pele

Observação: A realização e a definição de necessidade de exames complementares são decisões do(a) Médico(a) Veterinário(a).

Tratamento


Como tratamento principal para casos mais graves, recomenda-se o uso de corticosteroides tópicos ou sistêmicos por um período de tempo que varia de acordo com a resposta do indivíduo e com a avaliação do(a) médico(a) veterinário(a) responsável. Porém, quando idiopática e branda, na maioria dos Shar-Peis é comum sua regressão natural entre dois e cinco meses.

Quando associada a outras patologias, o tratamento também deve contemplar a causa base.

Prevenção

Não se aplica

Referências Bibliográficas

AMADO, G. P. Estudo retrospectivo de dermatopatias em animais domésticos. Dissertação (Mestre em Ciência Animal) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Paraíba, 2017.

SANTALUCIA, Sérgio et al. Mucinose cutânea associada com mastocitoma em um cão. Revista FZVA, v. 19, n. 1, p. 88-96, 2013

SOUZA, T. M. Estudo retrospectivo de 761 tumores cutâneos em cães. Dissertação (Mestre em Medicina Veterinária) - Área de Concentração em Patologia Veterinária, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2005

ZANNA, G. et al. Cutaneous mucinosis in shar‐pei dogs is due to hyaluronic acid deposition and is associated with high levels of hyaluronic acid in serum. Veterinary dermatology, v. 19, n. 5, p. 314-318, 2008.

Recomendamos levar o seu pet a um médico veterinário para um diagnóstico preciso