Tudo sobre: Torção do cordão espermático ou Torção testicular

Introdução

Os testículos são os órgãos sexuais masculinos que tem a função da produção de hormônios e dos espermatozóides. O par de testículos se localiza externamente ao tronco do corpo, protegidos por uma bolsa chamada escroto. Os espermatozóides produzidos são transportados através de um canal, chamado de cordão espermático, que liga os testículos ao abdômen. 

A torção do cordão espermático ou torção testicular é uma condição que ocorre raramente em cães, porém qualquer animal pode estar suscetível ao seu aparecimento, que causa dor aguda e em alguns casos o aumento de volume da região do testículo. Algumas alterações pré-existentes que alteram o tamanho, conformação e localização dos testículos podem estar relacionadas à ocorrência de torção testicular como é o caso do criptorquidismo

Durante o desenvolvimento normal dos cães, os testículos se movem da região abdominal para o escroto em fases - durante a gestação e após o nascimento dos machos. Porém quando um (unilateral) ou os dois testículos (bilateral) não realizam o deslocamento para o escroto têm-se a condição de criptorquidia. Animais criptorquidas apresentam maior predisposição à torção testicular por terem uma frouxidão nas ligações anatômicas existentes.

Cães idosos que apresentam algum tipo de neoplasia (tumor) testicular também podem estar propensos à torção testicular, pois o aumento de volume do testículo o torna mais pesado, podendo apresentar localização alterada em relação ao corpo, predispondo à rotação do órgão. Já em cães de outras idades, os traumas durante atividades físicas muito intensas podem ocasionar a ruptura do ligamento escrotal, que sustenta e mantém os testículos em posição, possibilitando assim sua rotação.

A torção testicular pode ocasionar dor, distensão abdominal e dor ao toque dos testículos. É uma condição emergencial e deve ser diagnosticada e tratada de forma rápida. A laparotomia exploratória - quando se utiliza o procedimento cirúrgico de abertura do abdômen para investigação e diagnóstico - pode ser necessária quando a ultrassonografia não for suficiente para o completo diagnóstico do animal.

Transmissão

-Não se aplica

Manifestações clínicas

-Dor abdominal

-Distensão abdominal

-Edema

-Apatia

-Êmese

-Disúria

-Anorexia

-Hematúria

-Hipertermia

Diagnóstico

Associação de sinais clínicos, histórico do animal e exames complementares.

Exames que o médico veterinário pode solicitar:

-Urinálise simples

-Ultrassonografia abdominal

-Hemograma

-Albumina

-Imunoglobulina A (IgA)

-Imunoglobulina G (IgG)

-Imunoglobulina M (IgM)

-Ureia

-AST – TGO

-ALT – TGP

-Fósforo

-Gama GT

-CPK (creatinofosfoquinase)

-Fosfatase Alcalina (F.A.)

Observação: A realização e a definição de necessidade de exames complementares são decisões do Médico Veterinário. 

Tratamento

O tratamento da torção testicular é cirúrgico e em geral envolve a remoção dos testículos, procedimento chamado de orquiectomia ou castração. A torção do testículo resulta em comprometimento da irrigação sanguínea do órgão e quando o tempo decorrido entre a torção e a realização da intervenção cirúrgica é maior que quatro horas, a falta de oxigenação dos testículos já compromete a integridade dos tecidos, causando a necrose (morte) do órgão. Portanto, nos casos em que se espera a manutenção dos testículos por questões reprodutivas, a intervenção cirúrgica deve ocorrer de forma excepcionalmente rápida.

Prevenção

A realização de orquiectomia em cães criptorquidas e o tratamento adequado dos animais que apresentam tumores testiculares são as formas de prevenção possíveis para esse tipo de acontecimento.

Referências Bibliográficas


BALLABEN, Nátalie Massaro Rosa; ALVES, Marcelo Augusto Moraes Koury; MORAES, Paola Castro. Torção testicular intra-abdominal em cão criptorquida. Investigação, v. 15, n. 4, 2016.

FERREIRA, Affonso Luiz et al . Lesões isquêmicas do testículo de cães mediante garroteamento temporário do cordão espermático. Cienc. Rural, Santa Maria , v. 30, n. 5, p. 841-845, Oct. 2000.

OLIVEIRA, Beatriz et al. Métodos cirúrgicos e não cirúrgicos de contracepção masculina em cães. Sinapse Múltipla, v. 1, n. 1, 2012.

SANCHES, Guilherme Lessa; COSTA, Enrico Duayer da Silva Dreux. Torção Testicular Em Cães-revisão De Literatura. Testicular Torsion In Dogs-literature Review. Revista Científica De Medicina Veterinária - ISSN 1679-7353 Ano XIV - Número 29 – Julho de 2017.

VILIOTTI, Tatiane Alexandre Azevedo et al. Testicular Torsion in the Scrotum of a Young Canine. Acta Scientiae Veterinariae, v. 46, p. 6, 2018.

Recomendamos levar o seu pet a um médico veterinário para um diagnóstico preciso