Tudo sobre: Trauma da laringe

Introdução

A laringe é um órgão do sistema respiratório que funciona como uma válvula, impedindo a entrada de alimento nas vias respiratórias no momento da alimentação e possibilitando a passagem de ar para os pulmões, além de ser responsável pela produção da vocalização, o som emitido pelos animais.

O trauma da laringe é um evento bastante raro tanto em humanos como em animais, pois sua localização anatômica no organismo confere uma certa proteção contra choques. Em animais de companhia, existem poucos relatos de trauma de laringe, sendo mais comum em cães o trauma causado por mordidas durante brigas com outros os animais. Também podem ocorrer traumas pelo uso inadequado de coleiras ou outros tipos de contenção utilizados no pescoço.

Já para os felinos, as causas de trauma de laringe são menos elucidadas, pois frequentemente o(a) tutor(a) não está presente no momento do acidente e os sintomas são percebidos após um tempo. Mais raramente ainda, podem ser encontrados objetos alojados na laringe tanto de cães como gatos, principalmente aqueles de tamanho reduzido ou pontiagudos, como pequenos pedaços de ossos ou plantas.

O trauma pode também ser originado durante exames de rotina, procedimento de entubação do animal ou em decorrência à cirurgia na laringe, como procedimento para a retirada de tumor. Em todos os casos, o trauma pode desencadear sangramentos que devem ser tratados imediatamente pelo risco de sufocamento do animal pelo acúmulo de sangue no pulmão, ou ainda pode provocar o inchaço da região laringeana, dificultando a passagem de ar e em casos graves levando à falta de oxigênio no organismo.

A paralisia de laringe é uma doença que pode acontecer após um trauma do órgão. Nesse caso, os nervos responsáveis pelo fechamento e abertura da “válvula” laringeana (cartilagens aritenoides) são prejudicados, deixando de realizar o fechamento corretamente. Essa válvula, portanto, fica permanentemente entreaberta, ocasionando uma respiração ofegante durante exercício, tosse e engasgos frequentes.

Transmissão

-Nāo se aplica

Manifestações clínicas

Assintomático

- Tosse

- Dispneia

- Taquipneia

- Êmese

- Edema

- Cianose

- Apatia

- Corrimento nasal

- Desmaio

- Disfagia

- Dor

- Epistaxe

- Espirro

- Pirexia

- Sialorreia

Diagnóstico

Associação de sinais clínicos, exame físico e histórico do animal.

A inspeção visual com auxílio de laringoscópio deve ser realizada.

Exames adicionais que o(a) médico(a) veterinário(a) pode solicitar:

- Exploração cirúrgica do trauma da laringe

- Radiogradia

- Laringoscopia

- Hemograma completo

 Observação: A realização e a definição de necessidade de exames complementares são decisões do(a) Médico(a) Veterinário(a). 

Tratamento

Deve-se realizar o tratamento das complicações decorrentes do trauma da laringe, como o tratamento de pneumonia caso tenha ocorrido aspiração de líquidos/ alimentos para os pulmões, controle de hemorragia e controle da dor com o uso de analgésicos. 

Para a realização de exame mais minucioso do trauma, o animal deve ser anestesiado e ter suporte respiratório durante o procedimento. Podem ser necessárias correções cirúrgicas da laringe de acordo com a indicação do(a) Médico(a) Veterinário(a).

Medicamentos anti-inflamatórios são utilizados para amenizar a dor e diminuir o inchaço do local, melhorando assim a respiração do paciente.

Prevenção

O trauma de laringe é extremamente raro nos animais domésticos, não sendo necessários cuidados específicos para sua prevenção, porém, o correto manejo dos animais no ambiente domiciliar é essencial para que sejam evitadas brigas (complicações em decorrência delas) e ingestão de corpos estranhos.

Referências Bibliográficas

BONFADA, Adamas Tassinari. Videolaringoscopia em cães e gatos na região Metropolitana de Salvador ente os anos de 2015 e 2017. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Jaboticabal, 2018.

CASSU, Renata Navarro et al. Qualidade da intubação endotraqueal em gatos com tiopental sódico, propofol ou tiopental sódico/propofol. Revista Brasileira de Ciência Veterinária, v. 10, n. 2.

COELHO, Marlos de Souza; JUNIOR, Stori; DE SOUZA, Wilson. Lesões crônicas da laringe pela intubação traqueal. Jornal de Pneumologia, v. 27, n. 2, p. 68-76, 2001.

OLIVEIRA, Jéssica Rodrigues; DA ROSA SOBREIRA, Marcia Ferreira; TEIXEIRA, Pedro Paulo Maia. TÉCNICAS DE VIDEODIAGNÓSTICO APLICADO A CÃES E GATOS COM NEOPLASIA DO TRATO RESPIRATÓRIO. INVESTIGAÇÃO, v. 14, n. 6, 2015.

Recomendamos levar o seu pet a um médico veterinário para um diagnóstico preciso