A inteligência felina

Os felinos em geral, sobretudo os domésticos, os quais podemos observar mais de perto, espécies fascinantes. Sua inteligência, muitas vezes associada ao improviso, é intrigante, e, por isso mesmo, surpreendente. Por conta de sua independência e autossuficiência, não devemos esperar uma reação padrão a um truque ou brincadeira. Provavelmente, os gatos agirão movidos por seu instinto ou curiosidade, suas características marcantes, e nos surpreenderão.

Dotados de percepção apuradíssima, englobando o espaço que os cerca até possíveis perigos, são pets desconfiados por natureza. Porém, podemos inserir em sua personalidade uma série de traços, que são absorvidos desde seu nascimento.

A fase de aprendizagem, compreendida durante a infância e a juventude, dá-se através da imitação, experiência e educação recebida dos pais, mas também de humanos. Métodos de caça e o uso da caixa de areia são bons exemplos, sendo que a primeira lhes é passada pelos pais, e a segunda por seus donos. Os felinos possuem uma apurada memória associativa, o que lhes auxilia na execução dessas tarefas.

Instintivamente, sua capacidade como explorador trará desafiadoras situações. Uma porta fechada o estimulará a tentar abri-la, enquanto que ver sua imagem refletida no espelho o intrigará bastante. Diversos acessórios para gatos, como arranhadores, podem entretê-los. No entanto, a partir do momento em que o felino concluir que aquilo não lhe interessa mais, largará a atividade. Mesmo quando há alguma recompensa envolvida, se ela for muito complicada de se obter, o gato perde interesse, indo atrás de outros ‘presentes’.

Testes coordenados com o desaparecimento e o reaparecimento de brinquedos ou comida, onde o objeto é escondido em um segundo local, tendem a ser fáceis e rapidamente resolvidos. Como comparação, crianças só conseguem obter o mesmo êxito dos felinos, a partir de 1 ano e meio de idade. Obviamente, seus sentidos fortemente aguçados, especialmente o olfato e a audição, além do famoso sexto sentido, auxiliam nesse processo. Outra característica impressionante da natureza dos gatos remete à sua precisão em controlar o seu tempo. Seja caçando, dormindo, brincando ou até quando devem alimentar-se novamente após um determinado intervalo. Diferentes aptidões, como noções de cálculo e elaboração de atos de vingança, já vem sendo investigados em novas pesquisas científicas, comprovando sua excelente memória.

Difícil de ser mensurada, e fugindo do habitual, a complexa inteligência felina é comparada à dos primatas, animais dotados de alto grau intelectual. Observadores, sentem-se bem vendo tudo do alto, e adoram demonstrar seu poder como predadores ao se divertirem com brinquedos para gatos. Estrategistas, esses amáveis, e muitas vezes manipuladores, pets, normalmente atingem seus objetivos, sem a necessidade de deixarem de ser dominantes.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário