#Alegrianasuacasa – a importância da adoção

Como você sabe, o Instagram da Petlove passou a utilizar a #AlegriaNaSuaCasa pra compartilhar histórias marcantes de alegria e aprendizados dos pais com seus pets. Se você ainda não viu as postagens, clique aqui e siga o nosso perfil. 😸🐶

Confira a última história compartilhada:

 

Ver essa foto no Instagram

 

#AlegriaNaSuaCasa – “Nossa nem tão pequena Sophia, foi encontrada em um campinho, enterrada na areia só com a cabecinha de fora aos 10 dias de vida e levada para clínica veterinária onde umas das minhas mamães trabalhava. Estava com muita fome e foi alimentada na seringa a cada 2 horas, até mesmo durante a madrugada. Até então estava para adoção, mas foi crescendo, passou a tomar leitinho na mamadeira, continuou crescendo, crescendo, crescendo e conquistou nossos corações!” ⁣ ⁣A “pequena” Sophia não é uma fofura? Obrigada por compartilhar sua história @sophiadamii 💜 ⁣ ⁣Mande seu relato para comunicacao@petlove.com.br com o assunto “Alegria Na Sua Casa” mais a foto do pet.

Uma publicação compartilhada por Petlove (@petlovebrasil) em

Tem uma história tudo a ver com a #AlegriaNaSuaCasa? Então, envie pra gente, mais uma foto pro e-mail: comunicacao@petlove.com.br

Já que o depoimento dessa semana fala também sobre adoção, nós resolvemos explorar melhor o tema, que sempre é importante ser lembrado, afinal, segundo levantamento do Instituto Pet Brasil (IPB) o número de Animais em Condição de Vulnerabilidade (ACV) é de aproximadamente quatro milhões em nosso País.

Esse número absurdo já dá uma bela dimensão do tamanho do problema que todos nós petlovers temos que nos preocupar. Mas é importante ressaltar que a situação atualmente é ainda mais preocupante devido ao novo coronavírus humano, isso porque está aumentando o número de pets abandonados devido à falta de informação.

Por ignorância, muitas pessoas estão deixando seus bichinhos nas ruas acreditando que os animais possam ter e transmitir o coronavírus humano que deixou o mundo todo em “quarentena” – a gente lembra que não há evidências de que animais de estimação possam transmitir a COVID-19 para nós.

Pandemias à parte, nós vamos elencar alguns bons motivos pra você adotar um pet. Confira!

Mais amor na sua casa

Sem sombra de dúvidas o melhor argumento que a gente poderia te dar é esse. Nós acreditamos no poder que os animais têm de transformar nossas vidas em algo melhor e que eles são fonte inesgotável de amor.

Em tempos de isolamento, fica ainda mais fácil perceber o quanto a presença de um bichinho em casa é importante para a nossa saúde mental e como eles são excelentes companheiros. Imagine quantos idosos que estão confinados em suas casas não viveriam melhor tendo ao seu lado um escudeiro de quatro patas?

Não esquecendo, claro, que é preciso ter consciência em relação à adoção, pois estamos falando de uma vida, que vai exigir cuidados, principalmente com saúde e alimentação.

Você dará espaço para um novo peludo no abrigo

Se você adotar um gato ou cachorro de alguma ONG, tenha certeza que seu lugar logo será ocupado por outro animal precisando (muito) de ajuda e de um lugar para viver. As ONGs costumam estar sempre lotadas, estourando sua capacidade máxima de animais. Por isso, adotando um peludo de lá, outros poderão ter uma chance também de encontrar uma nova família.

Toda adoção é uma história de amor

No momento que você decide oferecer um lar para um bichinho que está desamparado, uma história de amor começa a ser escrita. Com certeza você já ouviu o relato de alguém que teve a vida transformada após adotar um animal, independentemente se foi algo planejado ou um desejo do acaso.

Principalmente para aqueles que têm vontade antiga de adotar, mas sempre encontram uma desculpa para postergar o grande momento, que tal reunir aquele tantinho de coragem que falta e começar a escrever a própria história de amor (só não esquece de compartilhar com a gente depois)?  

Você viverá mais

Pesquisas já comprovaram que os pets são capazes de reduzir o estresse e sintomas de ansiedade e depressão. Mas, as boas novas não terminam aí, estudos divulgados recentemente na revista Circulation, da American Heart Association, apontam que ter um cãozinho dentro do lar pode reduzir em quase 25% o risco de morte, independentemente da causa. Se falarmos de chances de morte por problemas cardíacos, a diminuição é de mais de 30%.

Apesar do estudo ter sido feito com cachorro, a gente não tem dúvida que outros pets são capazes de trazer os mesmos benefícios.

O Vira-lata é tudo de bom!

Os pets SRD (Sem Raça Definida) são a maioria entre cães e gatos e, diretamente ou indiretamente, fizeram parte da infância de quem é um pouquinho mais velho.

Felizmente, os Vira-latas continuam sendo os mais procurados para adoção, devido à maior conscientização das pessoas em relação à situação desses bichinhos, mostrando que eles, de fato, têm muito amor para dar. Sem falar que são inteligentes, afetuosos e muito companheiros.

No quesito saúde os SRDs também dão show. Sabia que os pets de raça pura foram selecionados para seguirem o padrão da raça, por isso tendem a desenvolver problemas mais específicos? Já os simpáticos Vira-latas não têm um padrão característico e, por sua variedade genética, se tornam menos predispostos a desenvolverem certas doenças.

Aceita uma sugestão? Procure na sua região uma ONG que cuide de animais desabrigados, que estão só esperando a oportunidade de ter um novo lar, agende uma visita para saber mais sobre o trabalho realizado e tenha contato com os bichinhos. A chance é enorme de você voltar pra casa e tornar a sua vida muito mais feliz!

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.