Características do Gato Persa

Com exceção dos gatos sem raça definida, o Persa provavelmente é a raça mais conhecida do Mundo. Então, nada mais justo que gente contar mais sobre esse famoso peludinho que ama uma tranquilidade.

Gato Persa a raça mais conhecida do Mundo

A origem da raça é bem antiga e os primeiros bichinhos de pelos compridos começaram a desfilar sua beleza na Mesopotâmia, berço da civilização, que mais tarde ficou conhecida como Pérsia (daí a origem do nome) e onde hoje fica o Irã. Curioso é que os primeiros gatos só chegaram na Europa no finssssssssl do século XVI e na América apenas no final do século XIX.

Falando especificamente sobre o felino, que vive geralmente entre 10 e 15 anos, dá pra dizer que ele é perfeito para quem procura um filho de quatro patas capaz de passar horas no colo recebendo carinho e que adora brincar – ou ser o “brinquedo” – das crianças.

Com um comportamento de “realeza”, o Persa foge um pouco do padrão comum dos gatos e não faz questão de escalar cortinas, ficar pulando entre diferentes objetos da casa ou se estabelecer em lugares altos, como topo do armário ou geladeiras. A majestade prefere compartilhar a vida com seus súditos no aconchego do sofá ou em móveis mais acessíveis.

Não à toa, Garfield, o famoso gato comilão e avesso a grandes agitos, foi inspirado na raça. Pra tirar um bichano desses da zona de conforto e despertar sua euforia só mesmo brinquedos com penas, ratos de brinquedos ou catnip – eles amam!

Seus pelos longos, sedosos e abundantes, podem ser encontrados em mais de cem cores diferentes e a escovação diária é necessária para evitar emaranhados e sujeiras, já que os fios tendem a formar nós com facilidade.

Os persas são pets muito expressivos e sensíveis, que tentam se comunicar com os humanos por meio de miados e olhares. No quesito obediência não precisa esquentar a cabeça, eles são extremamente dóceis e calmos. Por não terem instintos selvagens, não mordem e nem arranham – o que pode torná-los presas fáceis se estiverem na rua (algo contraindicado para qualquer felino doméstico).

Em relação à saúde, um dos motivos de preocupação é o seu focinho achatado, que pode causar algumas dificuldades para respirar. Mantê-lo em um ambiente de temperatura fresca vai ajudá-lo a não sofrer tanto com isso e também auxiliá-lo com a sensibilidade ao calor.

Apesar da calmaria e docilidade, é bom apresentar as visitas sem pressa e permitir que o bichano faça o reconhecimento no tempo dele, afinal, o Persa reserva toda sua obediência e amorosidade aos membros da família e os novatos precisam provar que são dignos de receber carinho – ou oferecer seu colo – à vossa alteza.

Na Petlove você encontra mais informações sobre o Persa e outras raças de cães e gatos.

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.