Cuidados pré e pós-castração de cães e gatos

A castração de cachorros e gatos é um procedimento cirúrgico que não é muito complicado, mas precisa de diversos cuidados tanto antes, quanto depois do procedimento. Confira abaixo todos os cuidados pré e pós-castração de cães e gatos.

>> Saiba tudo sobre a castração de pets aqui.

Alguns cuidados são fundamentais para a rápida recuperação de cães e gatos e o sucesso da cirurgia. A castração é importante para evitar prenhez indesejada, doenças e alguns desdobramentos, como o abandono e os maus-tratos. O procedimento cirúrgico costuma ser tranquilo, mas exige diversos preparos prévios e cuidados após castração.

No que consiste a castração?

A castração é um procedimento cirúrgico que deve ser feito por um médico veterinário. Alguns procedimentos ainda pedem a presença de um anestesista veterinário, pois o animal deve estar sob anestesia geral. Apenas um profissional capacitado pode indicar qual o melhor procedimento e tipo de anestesia (inalatória ou injetável) para um cão ou gato.

A anestesia inclusive é um dos motivos para os cuidados após castração. A cirurgia de castração é realizada de formas diferentes em cachorros e gatos, machos e fêmeas. Nos animais machos, o procedimento retira os testículos. Já nas fêmeas, a cirurgia consiste na retirada dos ovários e útero por meio de uma incisão normalmente próxima ao umbigo. Nos dois procedimento, o corte recebe pontos (que podem ser externos e devem ser retirados posteriormente ou internos, sem a necessidade de retirada) e eles exigem cuidados após castração.

Alguns direitos reservados por Nick Mitha

“O colar elizabetano também é muito importante, pois o peludinho sem esse acessório pode retirar seus pontos com a boca e precisar de uma nova cirurgia com urgência.”

Cuidados pré-castração

Antes da cirurgia, o pet passará por uma consulta para ver como está sua saúde e se está apto para a operação. Para isso, o médico veterinário pedirá alguns exames para assegurar se tudo está realmente bem. O responsável então é orientado a garantir a devida restrição hídrica do bichinho de no mínimo seis horas e alimentar de no mínimo doze horas. Isso é extremamente importante, pois garantirá a segurança dele durante o procedimento cirúrgico.

Preparação para a castração

Apesar de ser considerada uma cirurgia de baixa complexidade na maioria dos casos, além de cuidados após castração, a preparação é necessária. Antes da cirurgia, o animal deve passar por uma consulta com um médico veterinário para a análise clínica. O profissional poderá pedir alguns exames como hemograma e eletrocardiograma. Esses cuidados são importantes por causa da anestesia.

Além da consulta e dos exames, o peludinho deverá realizar jejum alimentar e restrição hídrica pelo período solicitado pelo médico veterinário. O tutor também pode se preparar de outras formas, como comprar um colar elizabetano e levar um cobertor para ser usado nos cuidados após castração. Além disso, o vômito após castração não é incomum, portanto prepare-se cobrindo a cama do animal, tapetes e outros lugares previamente para minimizar riscos de sujeira. Levar a caixa de transporte também pode facilitar a retirada do animal da clínica e tornar o trajeto mais confortável.

Cuidados pós-castração

Depois de realizada a cirurgia, o animal ficará em observação na clínica até voltar da anestesia, onde será dada a autorização de seu merecido repouso em casa para receber os devidos cuidados do pós-operatório. No caminho de casa, pode ser que o animalzinho ainda esteja um pouco sob o efeito da anestesia e por isso pode apresentar um comportamento diferente.

Na chegada, o cachorro ou gato precisará apenas de uma casinha ou caminha quentinha para descansar e um comedouro e bebedouro com água e ração para quando ele quiser beber ou comer. Não se deve forçar o peludinho a beber água ou se alimentar quando ele mesmo não demonstrar vontade, pois o pet recebe soro na cirurgia e é normal que ele não sinta fome ou sede nas primeiras horas de pós-operatório. Como foi feita uma incisão, o animal sentirá dor, portanto o médico veterinário indicará um analgésico que deve ser dado na hora certa e pelo tempo prescrito.

Durante o pós-operatório, o pai ou a mãe do pet deverá seguir as orientações que recebeu na clínica e retirar o curativo para a limpeza da sutura diariamente com o auxílio de um produto indicado pelo médico veterinário. Em alguns casos será preciso refazer o curativo utilizando gaze e micropore, mas na maioria dos casos só a limpeza é o suficiente. Nesse período, o bichinho precisará ficar com seu colar elizabetano para impedi-lo de mexer ou retirar o curativo, além de não contaminar o local da cirurgia. O colar elizabetano também é muito importante, pois o animalzinho sem esse acessório pode retirar seus pontos com a boca e precisar de uma nova cirurgia com urgência.

Por fim, uma nova data de retorno ao médico é agendada para que o pet seja reavaliado para a retirada dos pontos. Se os cuidados de pós-castração foram feitos corretamente, consequentemente a saúde do animal estará garantida e ele estará brincando ativamente em breve com toda a família.

Conforto

Assim como nós, os animais precisam de conforto e cuidados pós-cirúrgicos. A recuperação da castração de cachorro e gato precisa de um espaço com a caminha, uma coberta e um pano ou lençol próprio. O repouso do animal deve ser absoluto para evitar que os pontos abram ou que surja um caroço após castração que pode evoluir para uma hérnia.

Água e comida

A hidratação e a alimentação são liberadas de acordo com a orientação do médico veterinário. Não force o animal a comer, já que a anestesia pode deixar o cão ou o gato enjoado provocando vômito após castração. Além do enjoo, outros sintomas após castração comuns são dores leves no local da cirurgia, sonolência, falta de apetite e incontinência urinária. Os sintomas tendem a sumir rapidamente. Caso persistam procure o médico que realizou o procedimento.

Medicamentos

Os medicamentos prescritos pelo médico veterinário devem ser dados corretamente para evitar complicações. Também é comum a necessidade de curativos e limpeza dos pontos feitos sobre a incisão, que deve ser feita apenas sob orientação profissional.

Meu gato tirou os pontos

Os animais instintivamente tendem a lamber ferimentos para promover a cicatrização. Apesar de funcionar na natureza, os produtos indicados pelo médico do seu animal são mais eficazes. Entre os cuidados após castração mais indicados estão o uso de roupa cirúrgica e colar elizabetano. Ambos dificultam o acesso da boca e das patas do animal ao ferimento evitando infecções e machucados. Os pontos devem ser retirados apenas pelo médico veterinário por um procedimento simples que não exige anestesia. No retorno à clínica, é fundamental saber como seguir para que haja uma recuperação correta.

Outros cuidados após castração

Cães e gatos tendem a se recuperar rapidamente e os sintomas após castração simplesmente desaparecem. Porém, outros cuidados pré e pós-castração de cães e gatos podem ser necessários, por exemplo no aparecimento de um caroço após castração. Essa elevação pode ser decorrente da cicatrização, porém é imprescindível a visita a um médico veterinário para avaliação. Alguns médicos veterinários indicam o uso de ração seca para animais castrados outro sugerem o aumento nas atividades físicas. Realize todos os cuidados  corretamente seguindo as orientações de um profissional. Em pouco tempo seu animal estará totalmente recuperado e ainda livre de prenhez indesejadas e reduzirá a chance de diversas doenças, como as sexualmente transmissíveis e alguns tipos de câncer .

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Dr. Marcio Waldman

Medico veterinário, diretor e fundador do www.petlove.com.br. Formado em 1988 pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP e pós graduado em latu sensu em odontologia veterinária, foi secretário geral da Anclivepa SP (associação nacional de clínicos veterinários de pequenos animais) e sócio fundador do Simpavet (sindicato patronal dos médicos veterinários). Atuou como clínico veterinário de pequenos animais de 1988 a 2005 em São Paulo, e em 2005 terminou a atividade na clinica para se dedicar exclusivamente ao Pet Love.

284 Comentários

  • Tenho uma shitzu de 4 anos está com gravidez psicológica o veterinário indicou a castração mais tenho pesquisado e vi muitos comentario de morte na castração estou muito preocupada em fazer esta cirurgia nela e acontecer alguma coisa errada o que me devo fazer realmente é uma cirurgia arriscada como dizem

  • Tenho uma shitzu de 4 anos está com gravidez psicológica o veterinário indicou a castração mais tenho pesquisado e vi muitos comentario de morte na castração estou muito preocupada em fazer esta cirurgia nela e acontecer alguma coisa errada o que me devo fazer realmente é uma cirurgia arriscada como dizem

    • Bom dia Carmen, aconteceu mesma coisa com minha poodle, ela tem 8 anos e teve somente uma gravidez até hoje a cinco anos atrás, a +- 90 dias ela teve uma gravidez psicológica e acabou por ter uma grave infecção em seu útero, inicio sangramento e quase que perco minha bebê, aconselho ir o quanto antes fazer a castração pois é a garantia de uma vida longa ao seu filhote.

  • O meu gatinho antes de ser castrado, ele tinha um hábito de mijar em cima da cama, preferencialmente nos lençóis da cama. Com um certo tempo levamos o nosso animalzinho para ser castrado, ele parou até esses dias, sendo que esse intervalo de tempo são de quase 1 ano e meio. Só que agora ele retornou a mijar na cama e pela casa. Sendo que sua caixinha sempre está limpa. Não consigo compreender o motivo pelo qual está fazendo isso? Acredito eu, que seria um forma de chamar atenção.

  • Olá, minha cachorra é uma shotzu de 7 anos. No sabado dia 29/10/17 ela fez a cirurgia de castração e hernua umbilical. Ela ficou amoadinha no inicio, mas agora está bem. Está comendo uma sopinha de frango com cenoura batida no liquidificador e arroz, carne moída e cenoura cozidos na água. O que tem me preocupado é que ela está recusando água, está bebendo bem pouco e ela até hoje dia 02/11/17 não evacuou. Ela sente vontade, agcha pra tentar fazer, mas não faz. Estou muito preocupada com isso, 5 dias sem evacuar. Já dei colher de azeite, linhaça e nada resolveu até agora. É normal não evavuarem 5 dias apos a cirurgia ou devo levá-la em algum vet? Provavelmente a vet que a operou não vai trabalhar amanha por ser feriado. Se for a algum vet, teria que ser algum que abra no feriado. Alguém pode me dar uma luz? Obrigada.

  • No dia 14/09/2017 levei a minha cachorra american pitbull terrier pra castrar e ela voltou morta pra casa , isso é normal de acontecer? Ela tinha 6 meses!

      • A minha castrou com 7. Ela morreu de que? O que a veterinária falou? Tinha problema de coração?

    • É óbvio que não é normal, quem levaria se soubesse que o cão ia morrer -.-‘ Você deveria ter esperado completar 1 ano e fazer os exames direito. Os meus castrei agora com 2 anos e já voltaram ao normal. Que triste ler isso.

  • Tenho uma duvida, ocorre que castrei meus dois cachorros (machos) hoje faz três dias, e notei alguns machinhas rochas na pele próximo a cirurgia isso e normal? E outra coisa tem algo que poderia passar para manter os pontos sequinhos porque de um deles os pontos não estão sequinhos mas não vejo nada saindo mas tenho medo de infeccionar.

  • Boa Noite faz uma semana que a minha gata foi castrada e está com um caroço proximo do ponto gostaria de saber se é normal ? é inchaço ou pode seruma hérnia?

  • Boa tarde!

    Castrei meu cachorro dia 12/08 e quando fomos busca-lo ele estava amuadinho, assim que chegamos em casa ele foi voltando ao normal, dando pulos, subindo na cama, correndo para um lado e para o outro.. hoje esta no 5º dia da operação e mesmo ele não ficando quieto os pontos não estouraram. Colocamos os 2 remédios na palma da mãos e ele toma sem nos dar trabalho nenhum, ele é bem guloso, então come pensando que é petisco. Compramos o colar, porem ele retirou na 1º noite e ficamos alertas se ele estava mexendo nos pontos e como não estava, deixamos ele sem o colar que estava incomodando muito. Juro que ele não sofreu nada, não parece que esta operado.. ele é extremamente agitado e estamos com a nossa rotina normal.

    • Poxa que legal…
      eu operei meu dog Alemão Macho no Sabado, ele é terrível… Não para queto e mesmo com o colar ele alcança os pontos para lamber… preciso estar sempre olhando, para ele não lamber…
      O local da cirurgia inchou bastante e as vezes sangra um pouco também…
      Você passou algum Cicatrizante?

    • Minha cachorra está nesse ritmo.
      Castrou ontem e retirou 4 tumores da mama. Aparentemente ela está bem, bebeu agua, comeu um pouco hoje cedo porque eu dei na boca, frz xixi e coco.
      Porem, ela nao consegue ficar com colar, quebrou ele. Coloquei uma roupinha nela, mas estou com medo dela tirar e tirar todo o ponto. =/
      Ate agora ela nao arrancou, mas tenho medo na hora de dormirmos.
      To em prantos.

  • Minha gatinha tem 10 meses e fez a castração no sábado… no domingo amanheceu quase morta… levei na urgência ela ficou internada por 30 horas por intoxicação por anestesia… que prejudicou seu fígado… ficou no soro até ontem, quando ela voltou para casa… Está arredia… se escondendo (detesta a roupinha) mas não tira. Bebe pouca água e faz xixi no lugar certo… não quer comer… devo fazer uma papinha e colocar com seringa na boca dela? Consigo dar o antibiótico e o remédio para proteger o fígado, bem como a dipirona para dor… Mas minha preocupação é que não aceita comer… Quanto tempo devo esperar? Estou preocupadíssimo… é uma filhinha pra mim.

      • Minha gata foi castrada e a Veterinária passou buscopam ou dipirona, ou seja, se não pudesse dar dipirona ela não receitaria, uma vez que estudou para isso.
        Eu dei dipirona e ela não teve nenhum problema.

      • Existe dipirona específica para gatos, portanto não há problemas em medicar o animal desde que não use a versão para humanos.

      • Pode dar Dipirona para o animal e até faz muito bem. De 8 em 8 Horas a quantia de 6 gotas até 10kg. Ajuda demais nas dores de cirurgias dos animais. Febres etc……

      • Claro que pode dar dipirona da farmácia humana para animal. Tenho 2 cachorro e 2 gatos e os veterinários sempre receitaram dipirona gotas ou xarope. Você não sabe nada.

  • Bom dia, fiz a castração do meu cachorro a 1 semana… O colar que coloquei nele foi tamanho errado, com isso ele conseguiu estourar 2 pontos, e ficou só 1 no meio segurando. Levei no veterinário ele disse q nao poderia fechar porque já havia passado certo tempo, que o local fecharia sozinho, era só pra dar o antiflamatório a ele.

    O testículo dele ficou bem inchado depois desinchou, mas ainda está um pouco rouxo, será normal? e será q fechará sozinho mesmo?? To preocupado disso não fechar sozinho.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.