Cadastre-se e ganhe 20% OFF na primeira assinatura!

Tipos de anestesia para animais

Todo procedimento cirúrgico, seja uma limpeza de dentes, castração ou cirurgia ortopédica precisa ser feito com o animal anestesiado. A anestesia em cães e gatos é que vai garantir que o pet não esteja sentindo dor, além de deixá-lo inconsciente por todo o procedimento. Assim, como para humanos, cada animal recebe a anestesia de uma maneira, então há riscos de algum efeito indesejado ocorrer, sendo esse reversível ou não.

Todos os direitos reservados a ssushiholic - anestesia em cães e gatos

A anestesia em cães e gatos pode ser inalatória ou injetável, geral ou local. A anestesia geral, quando o medicamento é aplicado, promove a perda da consciência ou sono artificial, atua na supressão temporária da percepção dolorosa (analgesia), promove o relaxamento muscular ligado à ausência de reação de defesa contra uma agressão. Já a anestesia local é a administração do medicamento apenas com finalidade de bloquear os impulsos nervosos do local a ser operado, sem que o animal fique completamente inconsciente.

A anestesia inalatória é mais segura do que a injetável, pois não precisa ser metabolizada pelo organismo para agir. Tem função através da inalação do remédio e, assim que o animal é retirado do anestésico e volta a inspirar ar puro, começa a voltar da anestesia, tendo um pós-operatório mais tranquilo. Para inalar o anestésico, o animal é entubado, e, além disso, precisa da presença de um anestesista veterinário com um aparelho específico para esse procedimento.

É possível aumentar e diminuir a quantidade da anestesia em poucos minutos, de acordo com que a cirurgia vá sendo avançada ou encerrada. É mais segura para o coração e quando disponível, é a melhor a ser escolhida para animais idosos ou cardiopatas. Há dois medicamentos que são mais usados nesse procedimento e o médico veterinário irá decidir qual o mais indicado para o animal em questão. Os custos mais altos e a necessidade de aparelhagem limitam um pouco o uso desse tipo de anestesia.

 Os anestésicos injetáveis são aplicados via intramuscular ou intravenosa e são os mais usados na medicina veterinária, por terem menor custo e não precisarem de aparelho específico. Na maioria das vezes, mais de um remédio é usado de uma só vez, os quais são escolhidos pelo médico veterinário de acordo com a saúde e a idade do animalzinho e de acordo com a cirurgia que será realizada. Há uma certa depressão cardiorrespiratória que a faz um pouco contra-indicada para pacientes idosos, cardiopatas ou com problemas na função cardiorrespiratória. O melhor anestésico e o mais seguro deve ser bem avaliado para que a cirurgia possa ser feita, garantindo a saúde e o bem-estar do pet.

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Dr. Marcio Waldman

Medico veterinário, diretor e fundador do www.petlove.com.br. Formado em 1988 pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP e pós graduado em latu sensu em odontologia veterinária, foi secretário geral da Anclivepa SP (associação nacional de clínicos veterinários de pequenos animais) e sócio fundador do Simpavet (sindicato patronal dos médicos veterinários). Atuou como clínico veterinário de pequenos animais de 1988 a 2005 em São Paulo, e em 2005 terminou a atividade na clinica para se dedicar exclusivamente ao Pet Love.

37 Comentários

  • Castrei minha gata e depois percebi que ela estava mancando, levei no ver ele disse que eera de briga, mas depois vi que ela está arrastando a pata e tem um pequeno Caroço na perna será que a anestesia paralisou a perna dela e ela não vai andar mais???

    • Olá, Jociele! Não vejo relação entre a anestesia e o fato dela estar com uma formação (“caroço”) no membro. Consulte um médico veterinário para saber o que está acontecendo com ela. Um abraço!

  • Me falaram que existe um tipo de anestesia específica pra “derrubar” um pitbull, isso é verdade? Ou qualquer tipo de anestesia funciona igual?

  • Levei meu cachorro BOB para castrar nondia 0/09/17 .a VT diz que foi feito as 10:00 da manhã e me ligou às 15:20 p bucar e quando peguei ele , estava ainda muito sonolento e parecia sentir dor e saia um pouquinho d sangue pelos pontos. Questionei e a mesma disse que logo ia parar e parou umas 19:00hs , so que continuou gemendo e tonto , contuei perguntado se estava normal e mesma falava q sim. Ai começou a babá e vomitar comuniquei a vt dizia q era a anestesia.passou a noite vomitando e pela manhã, quando foi umas 10:50hs ele deu uma parada cardíaca e conseguir reanima-lo. E foram varias seguidas . Enfima vt continuou dizendo que era a anestesia. Quero saber se pode ter sido anestesia de mas no meu BOB?
    Enfim morreu as 12:30 e fiz autópsia e constatou que a vt não suturou corretamente. Quero saber tambem e ela tivesse atendido ele logo quando eu falei o que ele estava sentindo se ele tinha sobrevivido ( refeito as suturas novamente no mesmo dia da cirurgia?
    Obg.

  • O meu primeiro Pitt cortaram a orelha dele com 7meses,foi muito doloroso eu ver o cão a chorar de dor.o meu segundo tem 4meses, como faço pra corte de orelha sem dor? Qual é o nome da neatezia?ajudam-me! !!!!ele cada dia cresce mais….

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.