Cachorro engasgado: o que fazer?

Fuçar aqui, xeretar acolá, morder, pegar com a boca e sair correndo. Isso te lembra alguém? Pois é, esses são alguns dos encantos desses bichinhos peludos de quatro patas chamados cachorros. Mas essas atitudes podem ser perigosas e acabar fazendo com que seu animalzinho fique engasgado.

Pedaços de brinquedos, ossos e até mesmo ração podem ser fatores que levem seu cachorrinho a engasgar. Se isso acontecer você deve manter a acalma e seguir alguns passos simples para ajudá-lo.

Identificando um engasgo

Apesar de os cachorros estarem sempre com alguma coisa na boca, não é tão fácil de eles se engasgarem. Além disso, você pode confundir uma tosse canina ou um espirro reverso como engasgo. Aqui vão alguns sintomas que os cachorros apresentam se estiverem engasgados:

 o animalzinho fica excessivamente agitado e agoniado;

tosse e tentativa de vomitar;

o cachorro pode começar a babar;

nota-se dificuldade para respirar;

podem levar as patinhas à boca, como uma tentativa de tirar algo preso;

posição reta: cabeça e pescoço abaixados, orelhas baixas;

gengivas azuladas ou esbranquiçadas;

em casos mais graves, desmaio.

Tente observar se o animal consegue engolir. Se sim, é menos provável que ele esteja engasgando.

 

Primeiros socorros

Quando identificar que seu cãozinho está realmente engasgado é hora de entrar em ação. O mais recomendado é levá-lo ao veterinário, no entanto você pode tentar algumas manobras enquanto não chega até o consultório ou caso não haja tempo suficiente.

Você pode, também, ligar para o médico veterinário para que ele te auxilie durante os procedimentos. Isso seria o mais indicado. De qualquer forma, vou te passar algumas medidas básicas para os primeiros socorros caso seu animal esteja engasgado.

 

Objeto preso na garganta

Você pode tentar observar se encontra algum objeto preso na garganta do seu animal. O ideal seria obter a ajuda de alguém para que possa segurar firme o cachorro a fim de não machucá-lo. Use uma lanterna para ver melhor o fundo da garganta. Caso consiga ver o objeto, você pode tentar retirá-lo, mas precisa tomar muuuuuito cuidado. Um movimento mais exagerado e você pode acabar empurrando ainda mais o objeto ou ainda machucar a garganta do bichinho.

Utilize uma pinça ou algo similar. Mais uma vez, peça a ajuda de alguém para manter o animal imóvel e realizar com calma o procedimento.

 

Manobras para ajudar seu animal engasgado

Outra forma de tentar deslocar o objeto que esteja obstruindo a garganta de seu animal é realizar algumas manobras.

Se o cachorro for pequeno, segure-o pelas patas traseiras e levante ele, deixando a cabeça para baixo. Chacoalhe o animal (DELICADAMENTE) e veja se ele consegue expelir o objeto.

Já se seu cãozinho for grande e for impossível suspendê-lo, segure as patas de trás e levante-as, mantendo as patas dianteiras no chão. Como se estivesse fazendo um carrinho de mão com o animal, sabe? Fique atento para ver se o objeto é expelido.

Manobra de Heimlich.

A manobra de Heimlich é aquela utilizada para socorrer humanos engasgados. Por ser mais agressiva, ela pode ser um pouco perigosa e acabar machucando algum órgão do animal, por isso só faça em caso de extrema necessidade.

Para realizar essa manobra, você vai segurar o cachorro com as costas apoiadas no seu peito. Entrelace as mãos posicionando-as no abdômen, abaixo das costelas. Faça força e pressione o corpo do animal contra o seu realizando o movimento para cima. Isso faz com que o ar que está no animal expulse o objeto que esteja preso na garganta. Mais uma vez, fique atento para ver se observa alguma coisa saindo da boca do animal.

 

Mesmo que consiga remover o objeto e seu animalzinho esteja respirando normalmente, engolindo e com o rabinho abanando, é importante levá-lo ao médico veterinário para ter certeza de que o incidente não machucou a garganta nem nenhum órgão do cãozinho. Depois, é só ficar sempre atento ao que seu filho peludo anda xeretando para isso nunca mais acontecer!

 

Sobre o autor

Bruna Cela

Bruna Cela

Publicitária e aspirante a empresária. Mãe coruja da Sunny, daquelas que posta mil fotos no Instagram (como essa aí de cima). Ama tudo o que é relacionado a arte e a escrita é sua melhor ferramenta de expressão. Conversa com todos os pets que encontra pelo caminho e jura que, na maioria das vezes, eles respondem.

4 Comentários

  • Essas dicas são maravilhosas, muito claras e de fácil compreensão, excelentes para quem ama os seu animais de estimação e tem como objetivo de amor cuidar cada dia melhor destes anjinhos de 4 patas.

    Admiro quem se aplica em fazer bem e a trazer luz a este mundo e aos mais necessitados, principalmente aos animais que nos cercam e completam a nossa vida e este mundo!

    Parabéns para Pet Love e para todos que colaboram com esta empresa!!!!

    • Oi Fábio!! Ficamos muito felizes em saber que nossas dicas são úteis! Realmente, quanto mais informações tivermos, melhor poderemos cuidar dos nossos peludos! ☺️ ☺️

Deixe um comentário