Gripe de gato: o que é e como identificar essa doença

A rinotraqueíte viral, também conhecida como gripe de gato ou complexo respiratório felino (CRF), é, além de muito incômoda, muito necessária de atenção. Apesar de ser uma doença simples, se não tratada corretamente, a gripe de gato pode levar o seu bichano a morte.

Transmissão

A doença é causada pelo herpesvírus e se propagada pelo contato entre um animal saudável e um infectado, além do uso comum de objetos (brinquedos, tigelas de ração) que possam conter secreções.

A gripe só pode ser transmitida de gato para gato. Humanos, cachorros e outros animais não podem ser infectados.

Diagnóstico da gripe de gato

Os primeiros sintomas apresentados pelos gatos com a gripe de gato são bem parecidos com uma gripe humana. Entre eles estão febre, espirros, nariz com secreções.

Por agir no complexo respiratório do miau, ele também afeta os olhos e bocas do bichano. Assim, o gato pode ter problemas como conjuntivite e desenvolver aftas e lesões na boca.

Quanto mais novo for o miau, piores podem ser as consequências, chegando a depressão e perda de visão. Por isso é necessário levar ao veterinário tão cedo os sintomas aparecerem.

Tratamento

Diagnosticada por meio de exames laboratoriais, a doença precisa ser acompanhada por um veterinário. Não tente medicar o seu gato sozinho e nem espere que a gripe de gato tenha uma melhora natural como acontece com humanos.

A gripe de gatos geralmente é tratada com remédios antibióticos e é combinada a outros tipos de ajudas, como inalações, hidratação, fisioterapia respiratória e até mudanças na alimentação por um alimento mais fácil de mastigar.

Vacinação

É importante lembrar que essa doença pode ser prevenida por meio da vacina polivalente tríplice ou quádrupla.

Ela pode ser administrada a partir de oito semanas de vida e um reforço anual deve ser realizado para manter a eficácia.

Não vacine seu gato depois de doente! Apenas gatos saudáveis devem ser vacinados.

Sobre o autor

Larissa Moreira

Larissa Moreira

Larissa tem quatro miaus: Câmara, Ação, Gravando e Clica Fora, está no quarto ano de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, é apaixonada pela língua alemã, livros de fantasia, chá de camomila e pelos seus quatro bebês (que já nem são mais bebês).

3 Comentários

  • Oi bom dia ,vocês dizem que não podem ser vacinados depois que ficaram doentes , gostaria de saber se depois de curados podem pegar esse vírus novamente ou o que temos que fazer pra que não fiquem mais , tenho 4 gatos todos com mais de 10 anos e 3 deles estão doentes , no momento só um deles ainda está bem debilitado mas aparentando melhoras … a idade dos meus gatos : 2 com 16 anos e 2 com 15 anos … se puder me responder fico muito grata.

  • Eu tenho um gatinho ja a mais de um ano e meio,ele ja chegou com essa gripe,levei a dois veterinarios,foi medicado com antibiotico e inflamatório,mas nao vi nenhuma melhora,o que devo fazer agora?.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.