Cadastre-se e ganhe 20% OFF na primeira assinatura!

Projeto de Lei que proíbe tatuagens em cães e gatos tem novo avanço

Foi aprovado na última quarta-feira (22) pela Comissão do Meio Ambiente (CMA) do Senado o Projeto de Lei que proíbe a prática de tatuar e colocar piercings em cães e gatos. Agora, o texto passará para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). 

Cachorro deitado

A PL 4.206/2020 acrescenta um parágrafo ao artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais nº 9.605, de 1998, e prevê detenção de três meses a um ano, além de multa em quem fez o procedimento ou permite a realização dessa prática nos pets.

Tatuagem em pets é proibida

Tatuagem em cachorros e gatos deve ser proibida, pois por causar dor aos pets, o procedimento pode se enquadrar na Lei de maus-tratos aos animais. Além de ser uma prática dolorosa, tatuar pode ocasionar infecções ou alergias nos animais. 

Assim como para nós, realizar uma tatuagem em um pet é doloroso, e ele em nenhum momento poderá dar consentimento para esse processo, não é mesmo? Portanto, como petlovers, somos completamente contra a prática e defendemos a ideia de que seja proibido tatuar cachorros, gatos ou qualquer outro animal.  

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Amanda Fernandes

Estudante de Jornalismo, mãe do Dachshund (vulgo salsichinha) Scott, da gatinha Cristal e do agapornis Alisson. Sou amante de pets e de história, mas principalmente por pets. Desde pequena conhecida pela super paixão por cachorros.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.