Receita de ensopado de arroz integral e carne para cachorro e gato

Sabemos que os pets podem ser verdadeiros pidões quando se trata de comida. Seja no café da manhã ou no jantar, eles estarão em volta da mesa suplicando por um pouquinho do que você estiver comendo (não importa o que for). Porém, os alimentos humanos podem fazer mal aos cachorros ou gatos, já que há temperos e ingredientes que eles não podem consumir. Pensando nisso, a seguir iremos ensinar uma receita de ensopado de arroz integral e carne para seu filho de quatro patas se deliciar sem perigo. 

Ingredientes

  • 200 gramas de carne em cubos (acém ou patinho).
  • 1 xícara de arroz integral.
  • Legumes a gosto como cenoura, milho, ervilha e abobrinha.
  • Uma pitada de sal.
  • Um fio de azeite.

Modo de preparo

  • Coloque para esquentar o fio de azeite em uma panela de pressão e logo em seguida coloque a carne em cubos pequenos para dourar.
  • Depois de fritar a carne, preencha a panela com água até cobrir e deixe cozinhar na pressão por 20 a 25 minutos se for acém e 10 a 15 minutos se for patinho.
  • Enquanto isso, cozinhe o arroz integral normalmente sem nenhum tempero e reserve.
  • Os legumes precisam ser cozidos em uma panela separada para ter o controle do ponto.
  • Após dar o tempo da carne, tire a pressão e verifique se está bem molinha. Se não estiver, pode colocar de volta na pressão até ficar do jeito desejado. 
  • Quando tudo estiver cozido, retire apenas um pouco de água da carne.
  • Na panela de pressão, coloque o arroz integral junto com os legumes e a pitada de sal (não exagere) e misture bem até ficar homogêneo e com aspecto de ensopado. 
  • Espere esfriar e sirva ao seu pet.

*O tempo de cozimento da carne na pressão pode variar dependendo de cada panela.

O que achamos da receita.

O ensopado de arroz integral e carne é uma receita simples, mas que leva um pouco mais de tempo para fazer. Parecida com nossa tradicional carne de panela, esse ensopado deixará seu pet doidinho para experimentar e irá agradar aqueles mais exigentes. Por render bastante, você pode guardar na geladeira em potes individuais ou até mesmo congelar. 

Vale lembrar que esse tipo de alimento é oferecido como um agrado ou petisco e não deve ser substituído pela dieta convencional do seu pet. Ingredientes como óleo de soja, cebola e condimentos não devem ser usados. 

Atenção: Se o seu cachorro ou gato não costuma consumir petiscos caseiros, é necessário oferecer aos poucos para que evite vômitos e diarreia, já que o organismo do pet não está habituado com o novo alimento.

Sobre o autor

Beatriz Mario

Beatriz Mario

Graduanda em Medicina Veterinária, sonho que tenho desde de criança, hoje sou conhecida como a louca dos gatos, mas nas horas vagas sou a louca dos bichos também, sem distinção. Tenho 10 lindos gatinhos resgatados e meu propósito é poder ajudar o máximo de pets possível (E seus pais e mães humanos escrevendo aqui no blog).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.