Sete formas de prevenir problemas articulares em cães

As listas com recomendações sobre saúde fazem muito sucesso entre os pais e mães de pets, pois são uma ótima maneira de conseguir informações objetivas e de fácil memorização.

Dessa vez, a gente elaborou uma lista que vai te ajudar a evitar passar aperto com o seu peludinho neste inverno, época em que aumenta o fluxo em clínicas veterinárias dos pets que estão se queixando de alguma dor nas articulações. Confira abaixo:

Cuidado com atividades de alto impacto

Se você oferece uma vida de “crossfiteiro” ao seu amigo peludinho, lembre-se que o tipo de atividade e sua intensidade devem sempre contar com orientação prévia de um médico veterinário.

Seu cachorro pode até ter um perfil bastante atlético, esbanjar disposição e não deixar dúvidas de que ama uma rotina cheia de atividades com você, porém, é necessário planejar tudo muito bem para que os movimentos executados não sejam prejudiciais a ele.

Cachorro-artrite-Petlove

A qualidade do piso no qual essas atividades são realizadas também deve ser motivo da sua atenção. Nada de superfícies irregulares e muito duras, exercícios de alto impacto precisam ser feitos em lugares que ofereçam a estrutura necessária para o bem-estar do animal, começando pelo chão que ele pisa.

Evitar piso escorregadio

Algumas raças caninas são mais inquietas e aventureiras do que outras e qualquer objeto de casa acaba sendo visto pelo cachorro como um desafio a ser superado (no caso pulado).

As casas com quintais são ótimas para oferecer mais espaço aos peludinhos e facilitar o gasto de energia, porém, é necessário ter atenção com o piso escorregadio ou molhado, pois uma torção pode machucar bastante o bichinho e exigir dele uma recuperação bastante demorada.

Não permita que o seu cão circule ou corra pelo piso escorregadio e procure mantê-lo afastado do perigo enquanto a garoa não vai embora e o chão não seca por completo. Unhas devidamente aparadas são ótimas para evitar que o animal fique com as patas enroscadas e o ajudam a manter o equilíbrio.

Atividades físicas desregradas

Manter o seu filho de quatro patas em movimento, propondo uma vida com mais brincadeiras e exercícios só vai contribuir para que ele viva mais e, claro, prevenir as doenças articulares.

Mas saber dosar essas atividades é essencial para que o tiro não saia pela culatra. Assim como a gente sabe que bancar o “maratonista de fim de semana” não é uma boa ideia, nada de exigir do seu parceiro demais em único dia, depois deixá-lo curtir uma semana de vida tranquila no sofá, para então desafiá-lo novamente para uma outra sessão de “iron dog”.

A rotina de exercícios diários com horários programados e uma dosagem que respeite as características e condições do pet são o melhor caminho para evitar problemas de saúde. Lembrando que o médico veterinário é quem pode te ajudar a criar essa rotina.

Sobrepeso

Sim, eu sei que você já esperava por essa nossa dica de tanto que a gente fala que um bichinho bem rechonchudo não é sinônimo de saúde.

Um pet com sobrepeso está facilitando o caminho para diversos tipos de doenças, além disso, os quilinhos a mais que ele carrega, acabam sobrecarregando suas articulações que ficam mais suscetíveis a dores e inflamações. E, então, pode-se criar um círculo perigoso: o animal está com quilos a mais, acaba machucando suas articulações, fica impossibilitado de fazer exercícios e engorda com mais facilidade.

Má alimentação

Já que o assunto é controle de peso, não tem como fugir do tema alimentação, não é verdade?

Os cães têm diferentes necessidades nutricionais ao longo de sua existência e que também variam de acordo com a sua atual condição e estilo de vida. A ração que você oferece ao seu bichinho, seja ela seca ou úmida, deve suprir todas as necessidades nutricionais do bichano, servindo como fonte de vitaminas, minerais e, de preferência, contendo condroprotetores como sulfato de condroitina e glicosamina, que ajudam a cuidar das articulações.

Check-up periódico

A sempre necessária visita ao doutor não pode nunca ser desprezada, com a vantagem de que, para quem mora na capital de São Paulo, ainda é possível contar com as facilidades do Atendimento em Domicílio Petlove e nem precisar sair de casa para cuidar do bichinho.

O médico veterinário aproveita o check-up semestral ou anual para também avaliar a saúde das articulações do pet, verificando se existe algum problema ou alertando sobre a possibilidade de alguma dor de cabeça acontecer no futuro.

Caso ele identifique alguma anormalidade, um tratamento já pode ser iniciado para proteger o bichinho e evitar que em algum tempo ele (e você) venha a sofrer com as terríveis dores nas articulações.

>>> Conheça nosso portal de doenças!

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e que não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.