Bigodes de gato: por que não cortar

Algumas vezes nos deparamos com gatos de bigodes cortados e não sabemos se isso pode ou não machucar os pets. A resposta é não. Os bigodes não tem nervos que possa fazer com que o corte seja algo doloroso. Mas mesmo assim, não devemos cortar os bigodes dos gatos porque isso pode atrapalhá-los imensamente. Mas por que isso? Explicamos aqui.

Bigodes de gato mostram a distância

Os bigodes de gato são os responsáveis por mostrar a eles se eles estão longe ou perto de um objetivo, como por exemplo os potes de ração e água. Eles funcionam como uma espécie de tato à distância. Por isso, se forem cortados, podem fazer com que o gato se sinta um pouco perdido quando diz respeito a proximidade.

Bigodes de gato ajudam no equilíbrio

As vibrissas (o nome oficial dos bigodes de gato), também devido a noção de distância mencionada anteriormente, se cortadas, podem fazer com que um gato não consiga mais se equilibrar adequadamente se for saltar ou fugir de um predador – e um predador pode ser, por exemplo, o seu carro entrando na garagem. Sem essa noção, ele pode não fugir e ser atropelado.

Esse ato também dificulta na hora que ele quiser andar no escuro pois não contará com os bigodes para saber se está esbarrando em algo.

E se precisar se cortar?

Se for necessário cortar para alguma cirurgia ou algo do gênero, o corte deverá ser realizado por um profissional, um médico veterinário que sabe dizer o quanto é necessário cortar.

Se não for por uma verdadeira necessidade, é absolutamente não recomendado cortar os bigodes do seu gato. Isso pode causar grandes problemas.

Os bigodes voltam a crescer?

Sim! Eles funcionam como qualquer outro pelo do gato. Eles podem inclusive cair por causas naturais, mas ainda sim voltam a crescer.

Sobre o autor

Larissa Moreira

Larissa Moreira

Larissa tem quatro miaus: Câmara, Ação, Gravando e Clica Fora, está no quarto ano de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, é apaixonada pela língua alemã, livros de fantasia, chá de camomila e pelos seus quatro bebês (que já nem são mais bebês).

1 Comentário

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.