Cadastre-se e ganhe 15% OFF na primeira compra!

Cachorro com sete anos é idoso?

Não tem jeito, a “meia idade” chega para todo mundo, até mesmo para os cães. Uma dúvida que muita gente tem é: podemos dizer que um cachorro com sete anos é idoso?

Seja dito de passagem, é importante saber o momento exato da transição do cão adulto para a terceira idade, principalmente porque os idosos precisam de cuidados especiais.

Assim como acontece com a gente, um cachorro idoso sofre mudanças em relação ao comportamento. Afinal, sempre aparece dorzinha aqui outra ali. E nós, como tutores, devemos estar de olhos bem abertos!

Cachorro idoso na frente de uma piscina

Cachorro com sete anos é idoso?

No geral, podemos dizer que um cachorro com sete anos é idoso. Porém, saiba que as raças maiores sentem o “peso” da terceira idade antes dos pequenos. Ou seja, a velhice pode chegar antes do sétimo ano de vida para eles.

Assim como a gente explicou nesta outra matéria sobre a transição de filhote para adulto, o desenvolvimento dos pequenos é diferente dos cachorros grandes.

Por exemplo, um Pinscher (raça de pequeno porte) pode se tornar adulto a partir dos 10 meses e um idoso entre nove e 13 anos. Já um São Bernardo (raça de grande porte) se desenvolve mais lentamente e pode levar até dois anos para ser adulto e chega à maturidade entre seis e nove anos.

Portanto, em média, podemos dizer que um cachorro com sete anos é idoso, mas é necessário levar em consideração o seu porte.

Como saber se o cão é velho?

Pelos brancos, principalmente ao redor do focinho e dos olhos, diminuição da disposição, dificuldade para se levantar ou correr e perda dentária são os principais sinais que indicam que um cachorro está ficando velho.

Percebeu que a velhice canina é bem parecida com a nossa? Então saiba que não faz sentido algum manter os mesmos cuidados de quando ele era filhote ou adulto.

Cachorro velho marrom com branco ao redor do focinho e olhos olhando para a câmera

Como melhorar a qualidade de vida de um cão idoso?

A seguir, veja sete dicas de como melhor a qualidade de vida de um cachorro idoso:

  1. Leve-o regularmente ao médico veterinário
  2. Faça adaptações ao ambiente para evitar problemas nas articulações
  3. Passeie diariamente
  4. Abuse de brincadeiras e brinquedos interativos
  5. Ofereça uma ração para cachorros idosos
  6. Cuide da saúde bucal dele

A alimentação é fundamental!

A alimentação é um dos principais cuidados (talvez o principal) que devemos ter com os cachorros idosos. Ao mesmo tempo, é o ponto que muita gente erra!

A princípio, a primeira coisa que devemos fazer quando o cachorro atinge a terceira idade é trocar a ração dele para, obviamente, uma de cachorros idosos – algo que muita gente não faz.

O resultado dessa “omissão”? Sobrepeso, obesidade, problemas nas articulações, menos disposição para o dia a dia, entre outros.

Isso acontece porque o metabolismo desacelera à medida que eles envelhecem. Dessa forma, o ideal é oferecer uma ração adaptada às novas necessidades nutricionais, que contenha uma boa quantidade de proteína, além de ômega 3, zinco, vitaminas e minerais e outras substâncias que ajudam a manter a saúde em dia.

Portanto, se o seu cachorro está perto de se tornar um idoso, converse com o médico veterinário de sua confiança para adaptar a alimentação à nova fase de vida do seu pet!

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Gabriel Arruda

É Jornalista, apaixonado por pets e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.