Cachorro idoso com dificuldade de andar

Se você tem um cachorro vovô em casa ou convive com um peludinho da terceira idade, não pode perder este post, pois vamos falar de um tema super importante e bastante comum: cachorro idoso com dificuldade de andar!

É verdade que à medida que o tempo avança, os cães, assim como nós, tendem a ficar menos dispostos, mais doloridos e com uma propensão maior às lesões que afetam até mesmo a mais curtas das caminhadas, porém, a nossa obrigação como petlovers é cuidar da velhice dos nossos filhos de quatro patas, certo?

Cachorro idoso com dificuldade de andar

Por mais pelinhos brancos que o pet tenha e independentemente da raça que ele seja, todo cachorro precisa ter o seu bem-estar garantido e não podemos achar que a dificuldade de andar seja algo normal ou simplesmente “coisas da idade”. Não é.

A famosa “dor nas juntas”

Se você é cringe como eu, já ouviu este termo um milhão de vezes. Os problemas articulares – alguns degenerativos – são os maiores responsáveis pelas famosas “dores nas juntas”, que podem fazer o seu cachorro idoso ter dificuldade em andar, seja por causa dos incômodos ou pela rigidez que pode causar nos membros. Conheça o top cinco dos vilões:

Se o seu cachorro começou a mancar ou você percebeu que ele está com algum incômodo, o acompanhamento médico veterinário mais rigoroso se faz necessário para garantir o bem-estar do seu peludinho.

Uma vez identificado o problema, o médico veterinário fará a indicação do tratamento mais adequado. E isso pode envolver desde mudanças na alimentação, uso de suplementos/ nutracênticos ou até mesmo uma intervenção cirúrgica.

O mais importante é que você não abra mão da ajuda profissional para que o seu cachorro possa viver sem dor, ou pelo menos aliviá-las, e você conseguir proporcionar a melhor qualidade de vida possível para o pet. 

Outras alternativas também podem fazer muito bem ao cachorro idoso com dificuldade de andar: colocar rampas e escadas pela casa – facilitando a locomoção e diminuindo os impactos -, tratamentos homeopáticos e fitoterápicos, sessões de massagens e até de acupuntura canina, sempre procurando um profissional especializado no assunto para não colocar o seu pet em risco, ok?

Um acessório bem legal de ter em casa e que ajuda a aliviar as dores e inflamações, é a cinta térmica terapêutica Animal Flower com Ervas. Ela é composta por uma mistura de sete ervas que proporcionam relaxamento muscular e pode ser usada tanto quente quanto fria.

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e que não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.