Como entender a embalagem de uma ração

Depois de entender um pouco mais sobre os tipos de ração – Standard, Premium e Super Premium -, chegou o momento de escolher qual a melhor opção para o seu cachorro, isto é, a marca e categoria que mais se adequa às necessidades fisiológicas dele.

Entretanto, além das inúmeras opções disponíveis, o rótulo dos produtos pode nos confundir ainda mais. As informações são tantas que acabam sendo deixadas de lado, o que é um erro primário. Seja dito de passagem, muita gente compra a ração apenas pelo sabor, sem levar em consideração seus nutrientes.

Como entender a embalagem de uma ração

Leia toda a embalagem da ração

Isso mesmo, deixe a preguiça de lado e leia a embalagem inteira a fim de entender o que realmente há na ração. Já imaginou comprar um pacote de ração de 12Kg para o seu cachorro que contém alguma substância que pode causar alergia nele ou que não atender suas necessidades? Além do nome, quantidade, marca e sabor, que são informações geralmente encontradas na parte frontal da embalagem e voltadas para o marketing, o que realmente interessa são aquelas “letrinhas miúdas” na parte traseira. Em outras palavras, para saber o que realmente tem em uma ração, basta virá-la e ler a lista com seus dados nutricionais.

O que procurar na embalagem da ração?

Agora que já sabe que precisa ler todo o conteúdo traseiro da ração, é necessário saber o que realmente procurar, ou melhor, quais os nutrientes ideais que devem conter no produto. Simples: procure informações sobre conservantes, corantes e proteínas, que devem ser de extrema qualidade para que o pet tenha uma alimentação saudável.

Vale destacar que nem todas as rações à base de carne são boas opções. Caso não saiba, a “farinha de carne” é o produto final do processo de produção para converter a carne em um pó de proteína para ser adicionado na ração. Porém, algumas rações listam “farinha de subproduto” ou “farinha de animal” na lista de ingredientes, que podem incluir partes indesejáveis ou de pouca relevância nutricional. O ideal é buscar produtos com a fonte própria de carne a ser nomeada, como farinha de cordeiro, farinha de peru ou de frango, por exemplo.

Ao escolher um alimento de ótima qualidade para um cachorro, você estará oferecendo mais qualidade de vida a ele. Portanto, todo cuidado é necessário no momento de escolher.

Em caso de dúvidas, consulte um médico veterinário ou zootecnista. Eles são os profissionais capacitados para orientar os pais de pets a respeito de uma alimentação adequada. 

Sobre o autor

Gabriel Arruda

Gabriel Arruda

É estudante de Jornalismo, apaixonado por animais e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.