Como escolher a cama ideal para o cachorro

De tecido impermeável, suspensa, colorida, básica, cheia de “espuma”, estilo colchonete, com capa lavável, desmontável, do tipo toca… são inúmeras as opções de camas para cachorro que encontramos no mercado pet atualmente, mas toda vez que vamos escolher uma, surge aquela dúvida: qual será a preferida do meu filho de quatro patas?

Um cama para cachorro precisa ser aconchegante e confortável. Para eles, o que mais importa é o fato de sentir-se bem ou não para tirar um cochilo naquele objeto, sem levar tanto em conta a cor ou os enfeites que ele possui.

Obviamente, a maioria dos humanos prefere algo que combine com a sua casa, com a decoração. É, inclusive, uma tendência atual combinar a cama do pet com os outros móveis, afinal, ela muitas vezes faz parte da nossa sala ou quarto. Pronto para conhecer os melhores modelos de cama que vendemos na Petlove? Vamos lá!

Colchonete e almofada para cachorro

Para quem curte algo mais básico, os colchonetes para cães são uma excelente opção. Esses colchões normalmente atendem vários tamanhos de pet sem ocupar tanto espaço na casa. De tecido, ecológico, microfibra ou jeans, seus preços são variados. Alguns possuem tecidos impermeáveis e outros contam com uma espécie de capa na parte de baixo que evita o contato direto do tecido com o chão.

As almofadas para cães muito se parecem com os colchonetes, porém de maneira geral, contam com mais “recheio”, como a almofada pet que imita uma pitaya e o futon pet que homenageia o Corinthians.

 

Cama toca para cachorro

Muito populares entre os cães de pequeno porte, as camas tocas costumam ter uma abertura na frente, porém são fechadas em todos os lados e na parte de cima.

Por conferir mais segurança àqueles pets que gostam de um cantinho para se esconderem, essa é uma ótima pedida se seu cãozinho prefere alguns momentos de privacidade durante o sono.

Dentre as opções que vendemos na Petlove estão a concorridíssima cama cupcake, os modelos iglus e as camas dobráveis (que viram uma espécie de sofá).

 

Ocas para cachorro

Uma das últimas tendências do mundo pet são as ocas para cães. Super diferentes e muito parecidas com as tendas infantis, elas são sustentadas por madeira e contam com uma almofada aconchegante em seu interior.

Fácil de manusear, basta tirar a sustentação para que todo o tecido seja lavado de forma tranquila e adequada.

 

 

 

Camas em MDF para cachorro

Desmontáveis, as camas em MDF para cachorros chegam parecendo bastante com camas de humanos, com direito a cabeceira e colchão especialmente desenhado para os pets. De tamanhos diferentes, elas podem ser horizontais, verticais ou fechadas, como casinhas.

Sua vantagem maior está no fato de poder ser levada para qualquer lugar, mantendo o peludo ambientado mesmo quando viaja com seus pais.

 

 

Dicas para escolher a cama ideal para seu pet: meça seu pet e o local onde pretende deixar a caminha. Compare o dados com os modelos de sua preferência e pense em como o ambiente ficará com eles. Peça a ajuda de amigos e familiares para que palpitem sobre o modelo que mais se encaixa na sua rotina (levando em conta não somente o local, mas formas de limpeza e higienização).

Se seu pet é de porte pequeno ou idoso, evite superfícies altas demais, que possam exigir que ele pule ou tenha dificuldades para sair. Considere o design, mas pense também no tipo de tecido e materiais. Para um filhote, por exemplo, não é recomendada uma cama cheia de espumas ou objetos que possam ser mastigados e engolidos.

Em dias frios, se optar por um colchonete, use algum reforço junto, como edredons ou cobertores para cães.

Sobre o autor

Jade Petronilho

Jade Petronilho

É jornalista por formação e comportamentalista veterinária por paixão. Desde criança é a "louca dos bichos", por isso resolveu estudar medicina veterinária, etologia e nutrição animal, mas ainda pretende, um dia, fazer zootecnia. Atualmente tem três cachorros, dois gatos e 10 peixes, mas também já foi tutora de um coelho, três periquitos, dois porcos da índia, dois pintinhos e três cabritos.

Deixe um comentário