Cadastre-se e ganhe 20% OFF na primeira assinatura!

Entenda os riscos dos vermes intestinais em cães e gatos

Os vermes intestinais em cães e gatos são uma ameaça durante o ano inteiro, mas a atenção deve ser redobrada durante o verão. As altas temperaturas, a umidade desta época e os passeios em locais diferentes podem contribuir para a proliferação destes microorganismos. Por isso, é de extrema importância conhecer um pouco mais sobre esse tipo de ameaça a fim de evitá-las a qualquer custo.

Infelizmente, os cachorros, gatos e até os humanos podem sofrer com a presença de vermes intestinais. Embora o tema seja pouco abordado, casos como esses são mais comuns do que se parece e podem causar um baita desconforto.

Por outro lado, a prevenção deste tipo de problema é extremamente simples, mas deve ser feita continuamente, desde o início da vida dos pets.

cachorro passando por um check up com uma médica-veterinária

Tipos de vermes intestinais em cães e gatos

Basicamente, existem vários tipos de vermes intestinais que podem afetar cães e gatos. Os mais comuns são:

  • Ancilóstomos: podem ser contraídos por contato entre o pet e a mãe, por ingestão de larvas presentes no ambiente, por penetração direta através da pele, especialmente na zona dos coxins (“almofadinhas”), ou por ingestão de um hospedeiro intermediário.
  • Ascaris: eles vivem no estômago e nos intestinos e podem atingir um tamanho considerável, além da capacidade de botar ovos muito resistentes ao ambiente. Esse tipo de verme pode ser contraído por contato entre o pet e a mãe, por ingestão de larvas, penetração direta na pele ou por ingestão de um hospedeiro intermediário.
  • Tricurídeos: também conhecidos como “chicotes”, esses vermes se alojam nas paredes do intestino grosso e podem sobreviver muito tempo dentro do organismo, embora ponham menos ovos do que outros parasitas.
  • Tênias: são vermes intestinais que se fixam no intestino delgado e podem atingir até dois metros de comprimento. 

Sintomas dos vermes intestinais

A princípio, cachorros e gatos adultos podem não apresentar nenhum tipo de sintoma, se a infestação for branda. Por outro lado, os filhotes, devido à imaturidade do sistema imunológico, e idosos, por conta da vulnerabilidade do organismo, são os que mais correm risco.

A seguir, veja os principais sintomas de vermes intestinais em cães e gatos:

  • Diarreia
  • Anemia
  • Fraqueza
  • Sangue nas fezes
  • Emagrecimento
  • Vômitos
  • Problemas respiratórios

Como prevenir os parasitas intestinais?

A melhor forma de prevenir os parasitas intestinais é vermifugando regularmente o seu cachorro ou gato, não apenas para a saúde do seu pet, mas para proteger você e sua família dos efeitos vermes. No pet shop online da Petlove, você encontra uma enorme variedade de vermífugos para cães e gatos. 

Agora, sobre como tratar vermes intestinais em cachorros, o ideal é consultar o médico-veterinário de sua confiança, que fará todos os exames necessários e, posteriormente, vai te indicar o melhor tratamento.

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Gabriel Arruda

É Jornalista, apaixonado por pets e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.