O que é pedigree?

De maneira bem resumida, o pedigree é para o pet aquilo que o RG é para os humanos, ou seja, um certificado de registro (CR), que nos casos dos cães garante que a linhagem daquela raça é genuína. Sabia disso?

Cachorro e gato lado a lado

O que talvez você não saiba é que os gatos também têm pedigree. Pois é! E o “RG” felino tem a mesma finalidade que o CR canino, pois também traz um registro genealógico do animal com dados como: nome, raça, data de nascimento, nome do criador ou gatil, assim como dos pais (biológicos e humanos), além dos dados de sua árvore genealógica com informações de várias gerações.  

Existem diferentes “clubes de criadores” autorizados a emitir o pedigree de cães e gatos e vale lembrar que cada um deles pode contar com regras próprias para a emissão do documento.

Exemplo de documento Pedigree

Pedigree: exemplo de documento. Fonte: http://kcf.com.br/o-pedigree-adquira-seu-cao-com-seguranca/

Por que o pedigree é importante

Além de ser uma garantia que o canil ou gatil é registrado em um clube, a comprovação de que o cachorro ou gato que você escolheu para fazer parte da família veio de uma linhagem pura da raça ajuda bastante a entender a condição genética do pet e antever possíveis problemas de saúde que o peludinho possa ter. 

Mais importante do que a emissão do pedigree, os cuidados com o cruzamento entre determinadas linhagens é que vão ditar se o criador realiza um trabalho sério e respeitoso para com a raça e os animais. Este cuidado no cruzamento entre as raças ajuda a prever alguns dos comportamentos e temperamento que o cachorro ou gato escolhido terá. Ou seja, é mais fácil assegurar que um Yorkshire com pedigree vai latir com frequência, do que um cachorro que nasceu do cruzamento de duas raças distintas e, portanto, sua tendência ao latido é desconhecida. 

Como ter o pedigree do meu cachorro ou gato?

O próprio canil ou gatil é responsável por fazer a solicitação do registro junto ao clube de criadores ao qual ele é filiado, como por exemplo a CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia) ou a FFB (Federação Felina Brasileira).

Caso você não tenha o registro do seu pet, entre em contato com o canil ou gatil no qual você adquiriu seu cachorro ou gato. Se o pet não chegou até você por meio de um criador licenciado e você quer saber se o pet pode ter pedigree, procure um representante na sua cidade que seja credenciado pela CBKC, pela FFB ou outras entidades similares. O serviço é cobrado. 

Para os petlovers que desejam inscrever seu pets em competições ou concursos, é bom saber que o pedigree de cães e gatos costuma ser um documento obrigatório. Portanto, além de obter, guarde o pedigree do seu filho de quatro patas com carinho.

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e que não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.