O que fazer quando o cachorro se coça sem parar

Coçar é um ato bem comum nos cachorros. Um coceirinha aqui, outra ali, e assim por diante. Eles se coçam todos os dias e isso é normal. Entretanto, o excesso pode caracterizar algum problema comportamental ou de saúde, e se não for investigado pode intensificar e, consequentemente, causar ainda mais complicações.

O que fazer quando o cachorro se coça sem parar

Parasitas

As coceiras excessivas geralmente são associadas logo de cara à presença de parasitas, como pulgas e carrapatos. Essas pragas urbanas causam reações alérgicas em cães, gatos e até pessoas. Fora isso, elas podem transmitir outras doenças, como a própria “doença do carrapato” que, em alguns dos casos, chega a ser fatal.

Uma alternativa para eliminar os parasitas é o antipulgas e carrapatos MSD da Bravecto, que possui uma ação rápida para controlar a proliferação dos parasitas em até 24 horas, podendo ser dado para cachorros a partir de oito semanas de idade e 2Kg, reprodutores, fêmeas gestantes ou lactantes. Para gatos, o produto possui a versão transdermal do Bravecto e também age por três meses. 

Problemas comportamentais

As coceiras intensas são sinais comuns de problemas comportamentais em cachorros. Cães entediados, isto é, que não são estimulados física e mentalmente todos os dias, tendem a apresentar condutas inadequadas como agressividade, estresse, latidos e coceiras excessivas, entre outras.

Se essa for a raíz da gastura do seu cachorro, leve-o com mais regularidade para passeios e caminhadas, aumente a frequência de brincadeiras e ofereça um ambiente mais rico para satisfazer todos os instintos caninos dele. Em alguns casos, um cão que apresenta coceira excessiva ou outro problema comportamental é estimulado diariamente, mas não o suficiente para a raça dele. Por essa razão, é importante estar por dentro de todas as características nativas da raça do seu cachorro e suas necessidades.

Ambiente

Quando um cachorro está se coçando com mais frequência que o habitual, também é preciso levar em consideração o ambiente onde ele passa a maior parte do tempo. Às vezes, algum produto novo de limpeza que está utilizando no local pode ter provocado alergias no pet. Além disso, mosquitos e pernilongos também podem ser os causadores das coceiras, assim como nas pessoas.

Produtos específicos para o uso em ambientes com animais de estimação, como o Vet+20 ou o Herbalvet, por exemplo, são ótimas opções pra manter o local bem higienizado e ainda garantir a saúde do seu pet (faça a diluição corretamente, de acordo com a indicação do fabricante). 

Verifique a alimentação do cão

Uma alimentação de qualidade tem potencial de acabar com as coceiras excessivas nos cães. As rações com ácidos graxos ômega-3, por exemplo, podem ajudar a acabar com a vontade incessante de passar a unha sobre a pele, pois possuem propriedades anti inflamatórias. Converse com seu médico veterinário sobre opções que prometem minimizar os problemas de pele, como a Cuidados da Pele, da Hills, e a Dermaconfort, da Royal Canin. 

Essas são dicas que podem auxiliar no combate às coceiras excessivas nos cães ou complementar as recomendações de um médico veterinário. É importante levar o pet para checks ups regulares para que ele possa ter uma vida ativa e saudável.

Sobre o autor

Gabriel Arruda

Gabriel Arruda

É estudante de Jornalismo, apaixonado por animais e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.