O temperamento do Dogue de Bordeaux

O grandalhão de cara enrugada pode ser seu companheiro ideal, mas você precisará ter um pouco de paciência e dedicação para que esse cão de guarda, um dos melhores do mundo, possa agradar boa parte das suas expectativas, afinal, ele pode ser um tanto quanto teimoso.

Como o sobrenome aponta, o Dogue de Bordeaux, também conhecido como DDB, teve sua origem na região francesa há aproximadamente 600 anos, e chama atenção por seu porte avantajado e cabeça grande. É um cachorro que se for socializado desde filhote será um vigilante da família, a quem fará questão de agradar e curtir os momentos de brincadeiras.


Bastante territorialista, o Dogue de Bordeaux, é um excelente no quesito guarda, pois é destemido e está sempre alerta e nem mesmo os mínimos detalhes escapam de sua atenção. A socialização precoce é importante para também evitar agressão a outros animais ou a estranhos de maneira injustificada.

É o tipo de cão que não gosta de ficar sozinho e faz questão da companhia de humanos, reserve tempos para o lazer e, claro, para os exercícios físicos, afinal, um cachorro desse tamanho precisa gastar a grande energia que acumula. Aproveite esses momentos para ensinar a ele alguns truques, com poucas repetições ele será capaz de aprender definitivamente. Mas não esqueça das variações, pois o bichano se chateia rápido quando os comandos são muitos repetitivos.

Cuidado para não exagerar nas broncas, o Dogue de Bordeaux prefere ser ensinado “à moda francesa”, ou seja, nada de gritos ou repreensões. Aposte no reforço positivo, elogiando as conquistas e oferecendo algum tipo de recompensa

Leais e carinhosos com seus pais, eles podem ser um pouco receosos a princípio com aqueles que não conhecem, mas quando percebem que não são um risco para aqueles que amam, relaxam.

Na nossa página de raças você encontra mais informações sobre essa e muitas outras raças de cães e gatos!

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

É jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.