Origem do gato sphynx

Um gatinho muito elegante, mas completamente sem pelos. Essa é a principal característica e o que mais chama a nossa atenção quando conhecemos um gato da raça sphynxEssa peculiaridade, aliás, faz com que algumas pessoas tenham receio de adotar esse felino, por não saberem como cuidar do bichinho ou, ainda, por desconhecerem se ele pode conviver com outros animais sem se machucar, por exemplo.

Já ouviu falar do gato sphynx, mas não conhece muito sobre ele? Esse texto é exatamente para você. Aqui traremos histórias sobre sua origem, como é seu temperamento e, principalmente, quais os cuidados especiais para quem deseja ter esse gatinho simpático como membro da família.

Origem do gato sphynx

Embora ele até se pareça com um dos deus egípcios ou, para alguns, que sofra de alguma doença, o sphynx é canadense e perfeitamente saudável.

A história de seu surgimento, aliás, é bastante peculiar. O ano era 1966 e, naquela época, uma gata deu à luz a uma ninhada de gatinhos completamente sem pelos. Outra gestação ocorreu e mais uma vez os bichanos que nasceram não tinham pelo algum.

O que parecia uma doença para alguns é, na verdade, culpa de um gene causador da alopecia hereditária, que faz com que os sphynx nasçam com esta peculiar característica.

Inicialmente, os gatinhos sem pelos foram chamados de “Moon’s Cats”, ou gatinhos da lua, passando a ser conhecidos depois como “Canadian Naked”, ou canadenses nus.

Depois das dificuldades iniciais (os primeiros sphynx tiveram problemas de saúde), os gatinhos nascidos sem pelos tornaram-se mais fortes e saudáveis, e ganharam o status de raça apenas em 1998, depois de outros criadores encontrarem exemplares de gatinhos totalmente nus em suas ninhadas.

Como é o temperamento do gato sphynx?

Quem olha para gato da raça sphynx nota primeiro seus olhos e orelhas grandes e as rugas que tomam conta de todo o seu corpo, além da total falta de pelos.

Mas, só quem adota esse gatinho como membro da família consegue conhecê-lo de fato. O sphynx é um animalzinho muito afetuoso, que adora ser mimado e ficar sempre ao lado de seus humanos, seja em uma tarde chuvosa ou durante aquele cochilo preguiçoso depois do almoço.

O gato sphynx, aliás, gosta tanto de seus humanos que, sempre que eles voltam para casa, o bichano os recebe com carinho e muitas brincadeiras. E, quando eles escolhem um humano favorito, esse amor durará para a vida toda.

Extremamente leal e muito inteligente, os gatinhos dessa raça são muito sociáveis, se dando muito bem com crianças, adultos e até mesmo idosos. Muito dóceis, eles podem brincar com  seus humanos por horas, sem cansar.

Aliás, os sphynx adoram brincar. Eles têm energia de sobra para correr, se esconder e pular por aí, embora sejam um pouquinho desajeitados quando se trata de subir em lugares altos.

Algumas pessoas classificam os gatinhos dessa raça como uma mistura de crianças, cachorros, gatos e macacos, porque adoram acrobacias, são muito leais e seguem seus papais humanos para todos os lados, com a cauda levantada e sempre muito felizes. Ah, os sphynx estão, sempre que possível, pedindo a atenção de seus humanos. Isso é que é amor, não acham?

Cuidados especiais com o gato sphynx

Se encantou por tudo o que você tem lido aqui sobre o gato da raça sphynx e decidiu trazer esse amiguinho para sua casa? É importante saber que ele precisa de alguns cuidados especiais para que esteja sempre saudável.

O primeiro deles é em relação aos banhos. Como não tem pelos que ajudem a absorver a oleosidade natural de sua pele, os sphynx precisam de banhos semanais. Sim, você precisará dar banho no gatinho toda semana, mesmo que ele não goste muito disso.

Na hora do banho é preciso usar também um shampoo especial de acordo com o tipo de pele do bichinho. Isso porque alguns têm a pele muito seca, com descamações, apesar da oleosidade e necessitam de cuidados específicos por conta deste detalhe. Além disso, ele precisa que suas unhas sejam cortadas sempre, para que o bichinho não se machuque quando se coçar. Suas patinhas precisam estar sempre limpas, assim como seus olhos e orelhas.

A falta de pelos requer cuidados especiais também com o sol. Não é recomendável deixá-los muito tempo ao ar livre, para que não se queimem. E, quando a temperatura baixar muito durante o inverno, agasalhe-os com roupinhas, pois eles perdem calor muito rapidamente. É preciso comprar um protetor solar para pets e tê-lo sempre à mão, pois os sphynx podem sofrer até mesmo com algumas luzes artificiais. Secar sua pele com cuidado também faz parte da rotina de seus tutores: por ter “rugas e dobrinhas”, eles podem ter uma tendência a fungos e dermatites. Uma toalha macia pode ajudá-lo nesta tarefa, uma vez que secadores podem queimar gravemente sua pele sensível.

Sobre o autor

Matilha Petlove

Matilha Petlove

1 Comentário

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.