Cadastre-se e ganhe 20% OFF na primeira assinatura!

Pode dar chá de erva-doce para cachorro?

Também conhecida como anis-verde, anis e pimpinela-branca, a erva-doce é uma planta medicinal usada popularmente para gastrite, inchaço abdominal, má digestão, gases e dor de cabeça. Graças a todas as propriedades analgésicas e anti-inflamatórias encontradas na planta, muita gente se questiona se pode dar chá de erva-doce para cachorro. Afinal, pode ou não?

A princípio, como já explicamos em outro post, cachorro pode tomar chá, mas não todos! Isso porque alguns podem fazer muito mal aos pets devido à presença de alguma substância considerada tóxica para os pets, como a cafeína, presente em muitos chás.

Por essa razão, é de extrema importância saber se chá de erva-doce para cachorro é permitido para evitar que o seu pet sofra por algum tipo de substância tóxica.

cachorro deitado na perna de uma pessoa, com a cabeça em cima de um livro e ao lado de uma xícara de chá

Pode dar chá de erva-doce para cachorro ou não?

Sim, pode dar chá de erva-doce para cachorro! A erva-doce é considerada segura para cães pois não contém nenhuma substância tóxica para o organismo canino. No entanto, se o seu pet tem uma predisposição para formar cálculos de oxalato de cálcio na urina, é preciso cautela.

Os únicos chás que são totalmente contraindicados para os cães são aqueles que contêm cafeína, como chá mate, chá preto e chá verde, por exemplo.

Para que serve chá de erva-doce para cachorro?

A erva-doce combate a ansiedade, alivia gases e até mesmo ajuda no tratamento de problemas digestivos em cães. Portanto, se você estava em dúvida se cachorro pode tomar chá de erva-doce, saiba que você pode oferecê-lo ao seu pet, mas alguns cuidados devem ser tomados em relação ao preparo.

Como dar chá de erva-doce para cachorro?

A princípio, você pode oferecer chá de erva-doce para o cachorro morno ou frio, entre as refeições. Mas, antes, você deve consultar o médico-veterinário de sua confiança para saber sobre a quantidade e a frequência ideal para o organismo do seu pet, para que não haja nenhum efeito inesperado.

Ainda assim, uma conta genérica sugere que seja oferecido:

  • Até 30 ml, para cães de até 5Kg, entre duas ou três vezes por semana
  • Até 50 ml, para cães de até 10Kg, entre duas ou três vezes por semana
  • De 100 a 120 ml, para cães acima de 20Kg, entre duas ou três vezes por semana

O ideal é não oferecer aqueles chás de saquinho, pois são mais processados e podem conter ingredientes nocivos para os cães. Logo, o mais recomendado é preparar a partir da planta fresca ou desidratada.

Lembre-se: antes de oferecer qualquer alimento diferente, converse com um médico-veterinário, para que tudo ocorra dentro do esperado. Agora que você já sabe que pode dar chá de erva-doce para o seu pet, visite o blog da Petlove para mais dicas e informações sobre saúde e nutrição canina!

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Gabriel Arruda

É Jornalista, apaixonado por pets e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.