Por que alguns cães gostam de rolar em carniça ou lixo?

Os cachorros têm cada vez mais o estereótipo daquele animal de pelo vistoso, brilhante e com a aparência de quem acabou de ser escovado, que fica até difícil entender porque a maioria deles teima em se jogar no lixo ou em uma carniça na primeira oportunidade que aparece. 

Quando isso acontece, os pais e mães mais zelosos com a pelagem do animal chegam até a ficar com os olhos marejados, tamanha a frustração que dá quando veem seu pet chafurdar o focinho onde não devia e, ainda por cima, espalhar o corpo todo com satisfação em um lugar asqueroso que, mesmo de longe, exala um odor capaz de embrulhar o estômago.

Cachorro-sujeira-Petlove

Passada a chateação inicial (em média uns três dias 😄), é quase certo que você se faça a seguinte pergunta: “mas por que será que meu cachorro fez isso?”. E se ninguém te contou até hoje os motivos, continue a leitura para descobri-los e também aprender como evitar que o seu filho de quatro patas tenha esse tipo de comportamento.

A ciência explica

A figura do cão domiciliado é tão forte que a gente acaba esquecendo muitas vezes de considerar seus instintos mais primitivos, vindos de uma época em que seus antepassados andavam em bando e tinham que passar boa parte do tempo atrás do seu próprio alimento.

E é uma herança desse período que ajuda a explicar a “preferência exótica” que hoje o seu bichinho tem por itens mal cheirosos. Saiba você que naquela época os cães eram caçadores, mas ao mesmo tempo também eram caça, por isso, rolar em alguma carcaça de animal morto ou esterco era importante para que assim eles pudessem camuflar o seu odor e despistar possíveis predadores.

Os lobos, que pertencem à mesma família dos cães, também são animais que costumam esfregar seu corpo, principalmente rosto e pescoço – regiões onde a presença de feromônios é mais rica -, em animais mortos para que, mais tarde, o restante da alcateia localize com facilidade aquele corpo que poderá servir como alimento.

E se você se lembrar dessa explicação, mais que o olfato é o senso dominante dos cachorros, vai ficar muito mais fácil compreender a razão pela qual o seu pet se esfrega tanto no chão, em móveis e até no lixo toda vez que você dá um banho nele com aquele shampoo perfumado. O animal também faz isso porque não se sente confortável com o perfume que você escolheu e prefere recuperar o seu odor natural o quanto antes.

Como evitar que ele fique fedorento?

Aprender a como lidar com esse comportamento passa por entender que além da questão instintiva, o cachorro pode tomar tal atitude apenas para “testar” você. Isso mesmo, por mais que você não fique contente em vê-lo em contato com o lixo, por exemplo, ele pode arriscar alguns passos em direção ao “proibido” como maneira de saber até onde pode ir e quais são os limites que você impõe.

Portanto, o ideal é que desde cedo você acostume o seu cão a entender e respeitar comandos básicos como “vem” e “sentado”, prezando sempre pelo reforço positivo, que pode vir acompanhado de recompensas em forma de petiscos ou carinhos. Quando o pet estiver obediente a essas palavras de ordem, ficará muito mais fácil fazê-lo resistir à tentação de sujar aquela pelagem bonita e vistosa que a vizinhança aprendeu a admirar.  

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

2 Comentários

  • A PET LOVE TEM SE TORNADO CADA VEZ MELHOR. A MINHA COMPRA CHEGOU BEM ANTES E NUM DOMINGO.. QUERO QUE VOCÊS TAMBÉM AJUDEM OS FOCINHOS CARENTES.. ESTÁ EXCELENTE EM ATENDIMENTO E INFORMAÇÃO.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.