Como fazer o gato parar de morder?

Não são apenas os gatinhos filhotes que podem ter o hábito de morder. Gatos adultos, por muitas vezes, apresentam este comportamento, mas isso não é lá tão natural… ok que os gatos domésticos ainda possuem um quê bem acentuado de caçadores, mas um pet que não para de morder mostra que algo não vai bem.

É claro que quando são provocados, a tendência é que arranhem ou mordam. A maioria dos gatos, por exemplo, não gosta de serem tocados na barriga e, quando isso acontece, é esperado que eles reajam negativamente. Se você tem o hábito de provocar seu pet desta forma, não vale reclamar: foi você quem o ensinou a agir assim!

Se seu gato “ataca” do nada, ele pode estar dando alguns sinais de que ele não está totalmente satisfeito e que por se sentir ocioso, desconta sua energia “partindo para cima”. Gatinhos que não foram bem socializados (como os que não conviveram com sua mãe e irmãos por pelo menos três meses) podem não entender o significado das mordeduras e, por isso, se comportarem desta maneira. Quando pequenos, é papel da “família animal” estipular limites e quando isso não acontece, pode ser um problema no convívio para com os humanos.

Alguns gatos, ainda, mordem para se impor, por sentirem medo ou simplesmente por prazer. Quando a gente grita, por exemplo, enquanto eles nos mordem, algumas vertentes do comportamento animal acreditam que isso faz com que eles sejam remetidos ao que aconteceria com uma caça “guinchando” após ser capturada, o que os estimula a morder ainda mais e repetir esse ato sempre que houver uma oportunidade.

Oferecer brinquedos e “gatificar” a sua casa, além de incluir técnicas de enriquecimento ambiental na vida do gatinho pode melhorar – e muito – este comportamento, pois o ajudam a canalizar sua energia em algo positivo, além de mantê-lo ocupado. Ignorá-lo quando ele se aproximar com essa intenção também pode surtir efeito com o passar do tempo. Como sabemos, gatos não atacam ordens muito bem, portanto, gritar, brigar ou repreendê-lo costuma ser o mesmo que nada.

Sobre o autor

Jade Petronilho

Jade Petronilho

É jornalista por formação e comportamentalista veterinária por paixão. Desde criança é a "louca dos bichos", por isso resolveu estudar medicina veterinária, etologia e nutrição animal, mas ainda pretende, um dia, fazer zootecnia. Atualmente tem dois cachorros, dois gatos e 13 peixes, mas além de cães, gatos e peixes, também já foi tutora de um coelho, três periquitos, dois porcos da índia, dois pintinhos e três cabritos.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.