Por que os cachorros comem grama?

Quem tem um filho de quatro patas sabe o quanto é comum ver seu bichinho com a boca cheia de grama em um passeio. Por vezes, nem adianta chamar a atenção ou puxar pela guia que tá lá o pet resistindo o quanto pode e sempre disposto a dar uma abocanhada adicional. Mas afinal, a grama faz mal ao pet? Essa vontade de comer um pouquinho de mato é sinal de algum problema de saúde? Calma que a gente te conta tudo.

A primeira coisa a se saber sobre o assunto é que cientificamente não há nada comprovado sobre os motivos dos cães comerem grama. Entretanto, pesquisadores acreditam na possibilidade dos cachorros terem tal hábito por uma herança dos seus ancestrais – nos lobos, por exemplo, a grama ajuda a vasculhar os parasitas internos. O instinto canino também pode crer que ingerir uma gama diversificada de alimentos não tóxicos seja um jeito natural de evitar deficiência em minerais e vitaminas, ou seja, uma forma de prevenção. Inteligência pura!


Um mito que cerca o assunto é que os cães comem grama quando estão com algum problema no estômago e que a inusitada refeição induz o animal ao vômito. Porém, a versão não se sustenta, um estudo realizado em 2010 revelou que cachorros com um quadro leve de diarreia comeram menos grama do que aqueles de um grupo de controle, e em ambos os casos quase não ocorreram episódios de vômitos. O que o estudo mostrou como opção viável é que os caninos procuram mais a grama quando desejam encher a barriga quando estão com fome.

Se você já presenciou algum cachorro passando mal após comer grama, é bem provável que ele, atraído pelo cheiro e gosto da “iguaria”, comeu-a em grande quantidade. Agora que você sabe melhor do contexto, nem precisa brigar com o seu filho na hora que ele quiser mastigar um pouco de grama, mas o alerta em relação a algumas plantas permanece, ok? Há risco de intoxicação e é bom ficar atento, nós contamos em uma publicação anterior.

Então, nada de ficar mais grilado(a) com aquele tapete verde do parque ou do sítio que você frequenta. Foco na dieta balanceada e de qualidade, e nas visitas periódicas a um bom médico veterinário. Assim seu cãozinho fica com uma saúde de ferro pra correr, brincar, rolar (e por que não?) comer a grama sem te dar dor de cabeça.

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

É jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.