Cadastre-se e ganhe 10% OFF na primeira compra!

Plantas venenosas para cachorros e gatos

“Meu pet sempre come uma plantinha quando está com dor de barriga e, depois de vomitar, fica bem”. Esta frase é bastante comum entre os tutores de cachorros e gatos, mas o que muitos não sabem é que, em várias casos, essas plantas podem não estar fazendo assim tão bem para o pet – as chamadas “plantas venenosas para cachorros e gatos“.

Muitas vezes, cães e gatos vomitam depois de comer uma “planta comum de quintal” como um sinal de intoxicação e, sim, são diversas as plantas que podem fazer mal aos nossos peludos!

Plantas venenosas para cachorros e gatos

Cachorros e gatos podem comer plantas?

Depende. Algumas ervinhas podem ser benéficas aos cachorros e gatos. Folhas de hortelã, salsa, gramíneas, manjericão, lavanda, erva-cidreira, entre outros estão liberados e podem ser ingeridos sem problemas. Alguns, inclusive, ajudam – e muito – quando eles se sentem enjoados ou quando um alimento não caiu bem.

Plantas venenosas para cachorros

É comum que tutores de pets acreditem que plantas venenosas passam longe de seus quintais ou da decoração da casa, mas acredite: na maioria dos casos, o perigo está muito mais próximo do que imaginamos.

Se você tem uma samambaia na sala, um vaso com espada de São Jorge na porta e/ ou ganhou um buquê com copo de leite ou lírio da paz, é hora de acender um sinal vermelho: todos eles são tóxicos (e bem perigosos) para os cachorros.

Vale lembrar aqui que, em algumas situações, a intoxicação pode acontecer ao longo do tempo e não ser tão aguda/ rápida quanto pensamos. Determinados tipos requerem ingestão contínua e frequente para intoxicar, enquanto outros bastam um único contato para causar grandes danos.

Sinais de intoxicação por plantas

Os sinais de intoxicação por plantas são bastante variados e dependem do tipo de planta, da quantidade ingerida, do tempo que passou desde a ingestão, do tamanho do animal, sua idade e estado geral de saúde.

Cachorros filhotes, que são mais curiosos e tendem a aprontar com mais frequência costumam ser mais susceptíveis, mas nada impede que um pet adulto, que há anos convive com a planta, não se intoxique algum dia.

Se você notar mudanças de comportamento, vômito, diarreia, presença de sangue, apatia, euforia ou qualquer outra alteração importante no estado do seu animalzinho, corra para um consultório veterinário.

Durante a consulta, mencione a presença de plantas em sua residência ou no local em que o pet estava. Se não souber o tipo ou nome da planta, se possível, leve uma amostra ou uma foto, pois isso facilitará o tratamento.

Quando a planta não é identificada, o tratamento será de suporte, ou seja, visando minimizar os sintomas que o animal apresenta no momento. Intoxicação é algo grave e pode colocar a vida de cachorros e gatos em risco.

Como evitar intoxicações por plantas em cães e gatos

Na dúvida, a melhor opção é não ter a planta que pode ser tóxica. Não há melhor método de prevenção do que este, porém, se isso não for possível, certifique-se de que o pet não tenha acesso a ela sem a sua supervisão.

Além de intoxicar, algumas plantinhas podem, ainda, provocar alergias nos animais. Em caso de dúvidas, converse com um médico veterinário ou zootecnista.

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Jade Petronilho

É jornalista por formação e comportamentalista veterinária por paixão. Desde criança é a "louca dos bichos", por isso resolveu estudar medicina veterinária, etologia e nutrição animal, mas ainda pretende, um dia, fazer zootecnia. Atualmente tem dois cachorros, três gatos e oito peixes, mas além de cães, gatos e peixes, também já foi tutora de um coelho, três periquitos, dois porcos da índia, dois pintinhos e três cabritos. Hoje, é Coordenadora de Conteúdo Veterinário da Petlove&Co.

4 Comentários

  • Meus 3 cãezinhos morreram inintoxicado por uma planta em meu quintal. A planta tem nome ornithogalum saundersiae e é extremamente tóxica. Infelizmente não consegui salva-los… Em poucas horas os 3 se foram…

    • Sinto muito por isso. O ideal é sempre pesquisarmos e conversarmos com um médico veterinário sobre as plantas que temos em casa antes de introduzir um pet na residência. Infelizmente poucas pessoas se atentam a isso e acidentes acabam acontecendo. 🙁

    • Nossa eu quase perdi minha safira comeu espada de São Jorge ficou muito mal está se recuperando até caiu os pelos que estava arrastando no chão gastei mais que podia pra salvar graças a Deus está melhor

      • Olá, Elisa! Ainda bem que você a levou ao médico veterinário e conseguiu reverter o quadro. Esperamos que ela fique 100% logo. Um abraço!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.