Por que os gatos mostram a barriga, mas não deixam você tocar nela?

Os cachorros adoram um carinho na barriga e se derretem todo quando recebem esse afago, mas já tentou fazer o mesmo em um gato? Se não tentou, siga a nossa dica: melhor nem tentar!

Tudo bem, a gente sabe o quanto é tentador quando o gato deita no seu colo, vira de barriga pra cima e se estica todo, parece até que ele está implorando por um carinho. Mas por trás dessa fofura encantadora, o bichano está “apenas” mostrando que confia muito em você e acariciar aquela barriguinha peluda pode significar uma quebra nessa confiança.


Isso acontece porque
a barriga do gato é um lugar muito vulnerável e uma série de órgãos vitais fica a milímetros sob a pele do animal, e os danos a qualquer um deles representa grande perigo. Ou seja, o gato vai sempre procurar se proteger de possíveis lesões (mesmo que te considere muito ou ainda tenha algumas vidas para gastar). 

Ah, dá essa barriguinha aí…

Claro que existem raríssimas exceções e caso você queira muito arriscar um carinho na barriga do felino, nossa primeira dica é: desista da ideia e procure outras formas de cafuné. A experiência pode ser bem dolorida e a relação de vocês demorar pra voltar ser a mesma de antes. 

Ok, você está realmente disposto(a) a correr o risco, mesmo sabendo que encontrará dentes e garras afiados pelo caminho. Então, lateralmente, faça toques suaves no bichano, observando a linguagem corporal dele – ponta da cauda se contorcendo e olhar em direção à mão significa que é hora de bater em retirada (e rápido).

Agora você leu a matéria entende porque raramente vê um gato deitado de costas, mesmo quando ele está dormindo profundamente? É claro que podem haver exceções e, se seu pet deixa que você o toque mesmo na “pancinha”, considere-se um ser privilegiado! 

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

É jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.