Quais são as cores do Pug?

Ah, os Pugs!!! Esses cachorros tão gorduchos com seus focinhos achatados e cheios de dobrinhas! Quando falamos dessa raça nos vêm à cabeça eles na cor bege e, um pouco menos, na cor preta, não é? Mas o Pug é uma raça com cores e combinações variadas. Aí que entra a dúvida: todas as cores que encontramos por aí, são características da raça? Quais são as cores do Pug? Vamos esclarecer essa questão.

Padrões da raça, para que servem?

Cada país possui um clube de registros de raças que determina quais as características necessárias para que o cachorro seja considerado de raça pura. Temos, por exemplo, o AKC (American Kennel Club) nos Estados Unidos, CKC (Canadian Kennel Club), FCI (Fédération Cynologique Internationale), CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia) representante brasileira da FCI, entre outros. Ou seja, se no registro informar que o Pug só pode ser da cor preto, por exemplo, um Pug de qualquer outra coloração não é considerado um cachorro de raça pura, entendeu?

Mas na verdade esses registros só sevem para competições, feiras e criadores de raças para essas finalidades. Mas então, quais as cores que um Pug pode ter?

Cores do Pug

As cores registradas do Pug são: fulvo e preto. Como o fulvo pode apresentar uma grande variedade de tons, um Pug de cor diferente do preto será registrado como fulvo.

Porém nós sabemos que ao longo de tantos anos (o Pug  é uma das raças mais antigas que existe) os diversos cruzamentos entre os cães podem resultar em cores muito variadas e nem por isso o cachorro não será de raça pura. Por isso pode ser que ele não possa participar de competições, mas ele ainda será um legítimo Pug.

Sabendo disso, podemos encontrar cães dessa raça em outras cores, também. São elas: abricó, branco, prata e rajado.

Pug fulvo e abricó

O abricó é uma derivação do fulvo e, aqui no Brasil, as duas colorações acabam sendo chamadas de fulvo. No entanto, o Pug abricó é aquele que possui o tom mais alaranjado, enquanto o fulvo é o mais comum de encontrarmos, puxado para o creme. As variações desse tom são diversas podendo ir do claro ao escuro. Não é incomum um filhote apresentar a cor fulvo clarinha e ao crescer ficar no tom abricó, por exemplo.

Pug na cor abricó

 

Pug na cor Fulvo

Pug preto

Pugs de cor preta são os mais comuns seguidos dos fulvos. Hoje em dia eles são reconhecidos pelos centros de registros, mas houve uma época em que Pugs pretos não eram considerados cães de raça e acabavam rejeitados. Um filhote nascer de coloração preta depende do DNA de seus parentes.

Pug branco

Vale ressaltar que Pugs brancos não são albinos. O albinismo é uma anomalia e não um padrão de coloração. Mesmo o Pug branco possui a máscara preta, característica da raça. São mais raros de serem encontrados, mas possuem a mesma personalidade e fofura das demais colorações.

Foto: Pinterest

Pug Prata

Também chamada de “cor do luar” (poético, né?), é a cor do Pug mais rara de ser encontrada. Nos registros eles são aceitos para competições, mas aparecem como uma derivação do fulvo, também. Quando filhotes podem parecer pretos, mas quando crescem sua pelagem fica cinza, quase prateada mesmo, com algumas variações mais escuras.

Foto: pugs.co.uk

Pug Tigrado

Esse padrão é o que mais gera controvérsias. Acredita-se que tal variação é proveniente do cruzamento de Pugs com o Bulldog Francês. Porém, assim como qualquer raça, os Pugs foram resultado de vários cruzamentos ao longo do tempo, de forma que é sim possível um Pug de raça pura ser tigrado (ele apenas não poderá participar de competições, como já deu para entender). Essa coloração possui listras marrons e cinzas e já existem registros de alguns com marcas brancas (mistura com o Pug branco). No entanto, mesmo com esse padrão diferente, eles ainda possuem a máscara preta, característica do nosso amado Pug.

 

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Bruna Cela

Publicitária e aspirante a empresária. Mãe coruja da Sunny, daquelas que posta mil fotos no Instagram (como essa aí de cima). Ama tudo o que é relacionado a arte e a escrita é sua melhor ferramenta de expressão. Conversa com todos os pets que encontra pelo caminho e jura que, na maioria das vezes, eles respondem.

4 Comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.