Cadastre-se e ganhe 15% OFF na primeira compra!

Você sabe interpretar os sinais do seu gato?

Os gatos são considerados criaturas misteriosas pela maioria das pessoas. Mas será que isso é realmente verdade?

Os felinos têm uma linguagem corporal muito sofisticada. Eles comunicam suas emoções posicionando suas orelhas, ​​bigodes e corpo, mudando suas expressões faciais e movimentando seus rabos.

Como essas mudanças são muito sutis, muitas vezes passam despercebidas por nós, seres humanos que nos comunicamos principalmente pela fala.  Mas, afinal, como os gatos se comunicam? 

gato assustado em cima de um sofá

1- Olfato

Gatos se comunicam com outros gatos e com o território onde ele vive principalmente pelos cheiros. Já percebeu quando você chega com sacolas do mercado e a primeira coisa que ele vai fazer é cheirar e investigar tudo o que tem ali dentro?

Pois é, com 200 milhões de células que fazem a captação dos cheiros (os humanos possuem em média cinco milhões), os gatos são capazes de sentir cheiros que nunca conseguiremos sentir. 

Quando o gato sai do seu território, ele pode se sentir ameaçado. Então, a primeira informação que ele vai precisar é: será que o cheiro daqui é seguro? Tem algo familiar? Tem alguma ameaça aqui?

É por esse e outros motivos que os gatos não são muito fãs de sair de seu território e ir para outro local. Claro que existem exceções, mas a maioria fica com medo, se sentem ansiosos e podem se tornar até agressivos quando são tirados do seu território.

2- Expressões faciais e corporais

Os gatos nos dizem muito com o corpo. Embora todos os felinos comuniquem o que estão sentindo de formas ligeiramente diferentes, existem alguns sinais gerais que eles usam, tanto com humanos quanto com outros gatos.

Orelhas
  • Orelhas erguidas: um gato relaxado apresenta as orelhas erguidas e ligeiramente viradas para os lados. Se elas começam a se posicionar para trás, o seu gato pode estar em alerta ou frustrado.
  • Orelhas achatadas: elas podem ter diferentes significados. Para os lados e para baixo, o seu gato pode estar assustado ou apenas tentando reunir informações do ambiente. Quanto mais achatadas e para os lados (chamamos de lateralizadas), mais assustado e com medo o pet pode estar. 
Olhos  

Os olhos do seu gato podem indicar o que ele está sentindo. As pupilas (aquela bola preta dos olhos) podem dilatar, ou seja, ficar maiores quando o gato é estimulado (por uma brincadeira por exemplo), quando ele fica surpreso ou com medo. 

Quando as pupilas se contraem, ou seja, aquela bola preta fica parecendo uma fenda, pode indicar que o seu felino está tenso ou em uma possível agressão. 

É sempre válido lembrar que a pupila sofre interferência da luz. No escuro, ela dilata para que o gato possa enxergar mais, enquanto na presença da luz, ela se contrai.

Bigodes (vibrissas)

A principal função dos bigodes é fornecer informações táteis para o gato, mas eles também nos informam se ele está relaxado, estimulado e até com dor. Os bigodes nunca devem ser cortados, já que eles compõem o sistema sensorial felino.

Um gato com os bigodes para frente pode estar buscando informações, já que os bigodes são capazes de detectar objetos e movimentos no ar. Quanto mais para frente estão, mais atento o gato está.

Você já reparou no seu gatinho caçando? Ele posiciona os bigodes bem para frente, geralmente na direção da presa, que pode ser um brinquedo.

Um gato relaxado em geral tem os bigodes suaves, apontados para os lados, enquanto que um felino assustado e com medo encolhe esses bigodes para perto do rosto, na tentativa de se proteger.

Rabo 

O rabo do gato serve para muitos propósitos, como ajudar no equilíbrio e pulos, servir como proteção e aquecimento, e ele é um indicador maravilhoso das emoções felinas.

  • Rabo para cima e ereto: significa que o seu gato está confiante, amigável e seguro. Tremer a pontinha do rabo, também pode indicar uma emoção positiva. 
  • Rabo para baixo: os gatos podem estar assustados ou tentando se defender. Durante a perseguição de presas, o rabo pode tomar essa postura.
  • Rabo enfiado pelas pernas: é a mais extrema expressão de medo e também de dor.
  • Rabo arrepiado em posição de “meio mastro”: geralmente sinaliza um estado de alerta, mas pode ser uma manobra de ataque ou defesa.
  • Rabo para baixo e balançando em “chicote”: pode ser indicativo de agressão ou defesa, irritação e até frustração.  

Viram como não é tão fácil interpretar os sinais dos nossos gatos? Mas não é uma tarefa impossível, né? 

O segredo é sempre observar todas essas posturas e sinais ao mesmo tempo, de uma só vez. Comece a observar mais o seu gato e treine bastante. Logo você ficará um “expert“” em analisar seu gato.

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Isabela Zitti

É Médica Veterinária Especializada em Comportamento Felino e com pós- graduação em Clínica Médica de Felinos. Possui 10 gatos ( 8 resgatados da rua) que são o amor da vida dela, e esse amor a fez dedicar-se exclusivamente ao atendimento comportamental de felinos.
Isabela possui várias certificações internacionais e realiza consultas, cursos e palestras por todo o país.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.