Alcon Reptolife pode ser oferecido para jabutis?

Alcon Reptolife pode ser oferecido para jabutis?

Alcon Reptolife pode ser oferecido para jabutis?

Olá, pessoal! Hoje vamos falar sobre alimentação de jabutis, que não é a mesma que deve ser dada para tartarugas. Para explicar isso melhor, vamos responder uma pergunta recebida: Comprei o Reptolife para meu jabuti de 6 meses, só depois percebi que tem um alimento específico para jabutis. E agora posso continuar dando esse pra ele? Ele gostou e come seco mesmo.”

Não é indicado oferecer Alcon Club Reptolife para Jabutis. Este alimento foi desenvolvido para atender as necessidades nutricionais de tartarugas aquáticas, que apresentam hábito alimentar onívoro, desta forma as rações destinadas a estes animais, não devem ser oferecidas a animais essencialmente herbívoros como os Jabutis, pois o aporte protéico será muito maior do que o requerido podendo gerar problemas nos rins, fígado e metabólicos em geral.  O desbalanço nutricional afeta o sistema imunológico do animal, tornando-o susceptível ao desenvolvimento de doenças.

Ofereça sempre o alimento especifico para os Jabutis, Alcon Club Répteis Jabuti. Este apresenta a quantidade correta dos nutrientes que estes répteis precisam, atendendo completamente as suas exigências nutricionais. Outras fontes de alimento podem ser fornecidas apenas como distração no máximo três vezes por semana em pequenas quantidades. A quantidade de ração que deve ser oferecida é aproximadamente 10% do peso do animal.

Tendo em vista que Alcon Reptolife já esta sendo oferecido, recomendo que seja realizado um período de adaptação. Comece a oferecer Alcon Club Répteis Jabuti misturado a Alcon Reptolife, em proporção pequena, aumentando gradativamente a quantidade da ração especifica para jabutis e diminuindo a de tartarugas aquáticas, até que o alimento específico perfaça 100% da dieta.

Abraços!

Fonte: Dr. Fala www.alconpet.com.br

 

Sobre o autor

Dr. Marcio Waldman

Dr. Marcio Waldman

Medico veterinário, diretor e fundador do www.petlove.com.br. Formado em 1988 pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP e pós graduado em latu sensu em odontologia veterinária, foi secretário geral da Anclivepa SP (associação nacional de clínicos veterinários de pequenos animais) e sócio fundador do Simpavet (sindicato patronal dos médicos veterinários). Atuou como clínico veterinário de pequenos animais de 1988 a 2005 em São Paulo, e em 2005 terminou a atividade na clinica para se dedicar exclusivamente ao Pet Love.

Deixe um comentário