Apetite Estranho em Animais de Estimação

Um comportamento bem estranho que ocorre com nossos animais é o fato de criarem o hábito de comerem coisas estranhas, hábito este que é conhecido como “apetite depravado”. Isso causa grande preocupação aos donos, que muitas vezes não sabem de qual maneira cortar esse mau costume dos bichinhos.

Todos os direitos reservados a iM4i2Ci

Apetite Estranho em Animais de Estimação

O “apetite depravado” é um transtorno animal, relacionado a hábitos alimentares não muito saudáveis, e nada higiênicos que os animais de estimação podem desenvolver por diversos motivos, podendo ser em alguns casos, mais sérios do que se pode imaginar. Dentre os mais conhecidos problemas que envolvem “apetite depravado”, está a coprofagia (ingestão de fezes próprias ou de outros animais), a geofagia (ingestão de terra) ou a fitofagia (ingestão de plantas, geralmente gramíneas, como se o animal estivesse pastando), e todas podem, de fato, indicar que algo não vai bem com a saúde do pet.

Não apenas fezes, terra e gramíneas podem ser objeto dessa insaciável fome, outros elementos também são, muitas vezes, alvos desse apetite desviado e feroz, como pedras, pregos, pedaços de ferramentas e até mesmo outros objetos inacreditáveis, que podem ser ingeridos pelos animais de estimação. Existem diversos relatos de donos dizendo que os pets ingeriram brinquedos ou instrumentos que com certeza causariam ferimentos por dentro do corpo e só puderam ser retirados por meio de cirurgia.

Os animais ingerem esses objetos estranhos, geralmente, em função de alguma deficiência nutricional. Por exemplo, se o cachorro está ingerindo cascalho, pode-se suspeitar de alguma falta de mineral, como, por exemplo, cálcio, fósforo, e assim por diante. Animais acometidos por verminoses acabam tendo problemas de falta de nutrientes, e as fezes, tanto as dele quanto as de outros animais, têm proteínas parcialmente digeridas que poderiam sanar o problema.

A fonte do problema também pode ser meramente comportamental. Se o animal costuma defecar no local errado e é severamente repreendido, após defecar, pode ingerir as fezes para evitar a bronca que sabe que irá receber; algo como se quisesse evitar que alguém notasse a “prova do crime”.

Ao desconfiar que o animal tenha algum desses hábitos, o ideal é levá-lo ao médico veterinário, que poderá solicitar exames complementares para auxiliar a determinar o real estado de saúde do pet. A raiz do problema deve ser resolvida, pois apenas repreender o animal pode reforçar hábitos ruins e não ajudará a descobrir uma eventual deficiência nutricional, por exemplo.

Sobre o autor

Dr. Marcio Waldman

Dr. Marcio Waldman

Medico veterinário, diretor e fundador do www.petlove.com.br. Formado em 1988 pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP e pós graduado em latu sensu em odontologia veterinária, foi secretário geral da Anclivepa SP (associação nacional de clínicos veterinários de pequenos animais) e sócio fundador do Simpavet (sindicato patronal dos médicos veterinários). Atuou como clínico veterinário de pequenos animais de 1988 a 2005 em São Paulo, e em 2005 terminou a atividade na clinica para se dedicar exclusivamente ao Pet Love.

Deixe um comentário