Boxer

O Boxer é originária da Europa Central e seus ancestrais são duas raças que não existem mais: o Danziger Bullenbeisser e o Brabenter Bullenbeisser. Esses cães eram usados para a caça de animais como javalis selvagens e veados.
O nascimento do Boxer foi por volta de 1830 quando caçadores alemães cruzaram os Bullenbaisers com cães do tipo mastiff, terriers e com Bulldogs. O resultado foi a raça atual de porte médio, ágil e forte. O Boxer é um cachorro fiel e dócil, embora assustem com a sua fisionomia “brava.

Características do Boxer

Variações

Não existem variações da raça, nem de tamanhos reconhecidas pela Federação Cinológica Internacional (FCI).

Tamanho do Boxer

É um cachorro considerado de porte médio. O tamanho máximo de um Boxer é de 57 a 60 centímetros com peso de 25 a 30 kg.

Pelagem do Boxer

O Boxer possui pelos curtos, densos e brilhantes. As cores permitidas são: fulvo (da cor bege até vermelha) com focinho e região buco nasal preta (mascara preta). Existe também a variedade rajada com listras escuras sob o fundo fulvo.

Padrão da raça CBKC

No site da Confederação Brasileira de Cinofilia é possível encontrar o padrão da raça.

Temperamento do Boxer

Amigo, fiel, companheiro leal, guardião, afetuoso e extrovertido descrevem a raça. É considerada uma eterna criança, por isso interagem tão bem com a família e com outros animais.

Nível de atividade

O Boxer precisa de atividade física diária, mas se tiver tendência à obesidade o exercício físico deve ser mais intenso. Se diverte bem com brinquedos lúdicos, bolinhas, brinquedos com corda e com outros cachorros.

Atividade de guarda

O Boxer tem um instinto de cão de guarda, em casos extremos é capaz de atacar um invasor, porém está sempre alerta contra perigos.

Inteligência e obediência do Boxer

A raça foi classificada na colocação 48a. no livro “The Inteligence of Dogs” de Stanley Coren. Nas graduações de 40 a 54 encontra-se listados os cães de inteligência de trabalho e obediência intermediária, que precisam de até quarenta repetições para que aprendam um novo comando, demonstrando, após vinte repetições, um entendimento rústico da ordem dada. Em 50% dos casos, depois de treinados, respondem aos comandos sem necessidade de repetição. Todavia, a confiabilidade de execução depende do treinamento investido. Seu tempo de resposta é considerado lento.

Cuidados com o seu boxer

Uma alimentação balanceada é fundamental para manter saudável o seu Boxer, principalmente com rações super premium para porte médio. Nessas rações os cachorros comem menos quantidade e tem um maior aproveitamento além de outros benefícios nutricionais importante. Confira nosso post sobre o assunto e descubra qual a melhor ração para o seu pet. Passeios e exercício lúdico são importantes para o bem estar de saúde e mental do seu cachorro. Banhos semanais ou quinzenais com shampoo especial ou shampoo neutro e lembre-se, é preciso tomar cuidado para não entrar água dentro do ouvido, pois pode causar inflamação – assista esse vídeo com dicas para dar banho no cachorro! Como todo cachorro gosta de ossinhos, bifinhos, biscoitos e agradinhos, mas lembre-se que os petiscos devem ser dados de maneira moderada. Geralmente eles se adaptam e aprendem rápido em fazer xixi e coco nos tapetinhos higiênicos. Eles adoram brinquedinhos, .

A saúde do Boxer

As principais doenças ligadas à raça são: cardiomiopatia dilatada, hipotireoidismo, hiperadrenocorticismo ou doença de cushing, obesidade, estenose pulmonar, displasia coxo femural, dermatite seborreica, piodermite e sarna demodecica. É uma raça mais acometida por neoplasias, algumas muito prevalente na raça como o mastocitoma. Recomendamos visitas anuais ao veterinário, além da ocasião das vacinações e a realização de exames complementares periódicos regularmente, após quatro anos de idade é recomendada acompanhamentos semestrais com exames complementares como exame de urina, exames para ver a função renal, exames para a função cardíaca e etc. Cuidados com os dentes e a boca são importantes, principalmente pela baixa congruência dentária, por isso recomendamos que desde pequeno realizem a escovação dentária do mesmo e quando houver necessidade um tratamento periodontal (erroneamente denominado de limpeza de tártaro), assim como o oferecimento de petiscos que ajudam na limpeza dentária.

Dúvidas frequentes sobre a raça

Solta muito pelo

O Boxer, por ter pelo curto, realiza duas vezes ao ano uma grande troca de pelos e durante esse intervalo ocorre queda de pelo de menor intensidade, geralmente não costuma incomodar o proprietário. Se você perceber uma queda de pelo acentuada e contínua, provavelmente pode estar ocorrendo alguma doença dermatológica de base como, por exemplo, seborreia, dermatite seborreica, seborreia seca, piodermite superficial ou sarna demodecica que está predispondo a queda de pelo, nesse caso é recomendado consultar um veterinário para o diagnóstico definitivo e medidas de controle. Banhos semanais, escovação com shampoo especial podem ajudar a controlar a queda de pelos.

Qual o clima mais adequado para o Boxer

A raça se adapta tanto em clima quente como clima frio. Porém por ter uma cobertura pilosa curta necessita de roupinhas em climas muito frios.

Quantos anos vive um Boxer?

A raça tem uma vida média de 5 a 11 anos.

O boxer late muito?

O Boxer late pouco, somente para se comunicar ou alertar o proprietário.

Vive bem em apartamento?

Sim, o Boxer vive bem em apartamento, desde que passeie diariamente. Aprende com facilidade a fazer xixi e coco no local certo. Fica sozinho durante o dia desde que tenha sido acostumado e adestrado para isso.

O Boxer se dá bem com crianças?

Sim, o a raça se dá bem com crianças. É considerado um cachorro babá, embora não faça sentido deixar um cachorro cuidar 100% de crianças.

Qual o dono ideal para o Boxer?

O Boxer se adapta a maioria dos estilos de vida do proprietário, é um cão muito flexível e fácil de se adaptar ao dia a dia.

Como é um filhote de Boxer?

O filhote dessa raça é uma delícia! Ele é pequeno, alegre, saltitante e tem uma cara de enfezadinho.

Quanto custa um filhote de Boxer?

Encontramos no mercado filhotes entre R$ 1000,00 a R$ 3000,00.

Produtos recomendados para Boxer

Fotos e imagens do Boxer

Boxer            Boxer

 

 

Imagens via Wikipedia | Pixabay

Sobre o autor

Dr. Marcio Waldman

Dr. Marcio Waldman

Medico veterinário, diretor e fundador do www.petlove.com.br. Formado em 1988 pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP e pós graduado em latu sensu em odontologia veterinária, foi secretário geral da Anclivepa SP (associação nacional de clínicos veterinários de pequenos animais) e sócio fundador do Simpavet (sindicato patronal dos médicos veterinários). Atuou como clínico veterinário de pequenos animais de 1988 a 2005 em São Paulo, e em 2005 terminou a atividade na clinica para se dedicar exclusivamente ao Pet Love.

1 Comentário

Deixe um comentário