Características do basset hound

Medindo entre 33 e 38cm (a altura dos cães é medida de seus ombros ao chão, quando estão em pé, como se estivessem andando normalmente) e pesando até 27Kg, o basset hound precisa que seu peso seja controlado para que sua coluna e articulações não sejam sobrecarregadas.

Com pele enrugada na “testa”, é comum que quando abaixem para farejar, seus olhos fiquem recobertos, fazendo com que seu olfato seja extremamente apurado e uma “ferramenta” fundamental para seu dia a dia.

Não à toa, alguns cães desta raça ainda hoje são utilizados em busca de pessoas desaparecidas e localização de drogas e explosivos. Mas muitos optam por outras raças pelo fato deste basset precisar de cuidados especiais.

Cuidados com o basset hound

Sua orelha comprida merece atenção: por arrastar no chão frequentemente, estão mais sujeitas a parasitas como carrapatos, otites (por ficarem extremamente abafadas) e até acidentes – alguns exemplares da raça acabam pisando na própria orelha, fazendo feridas constantemente e/ ou as “enroscam” por onde passam.

Quando comem ou bebem água, eles também podem deixar suas orelhinhas úmidas, atraindo fungos, por exemplo. Mantê-las limpas e bem secas é essencial para a boa saúde desses bassets.

Algumas partes do corpo do basset hound pode contar com “rugas”. Isso é comum especialmente nas patas e no rosto, locais que devem ser inspecionados com frequência, limpos com lenços umedecidos para pet e muito bem sequinhos. A raça é propensa a dermatites e outros problemas dermatológicos. Fique atento!

A “personalidade” do basset hound

Normalmente simpáticos, alegres e brincalhões, eles costumam receber bem as visitas em casa e quando devidamente socializado, aceitam cachorros e outros animais com facilidade. O basset hound também costuma ser ótimo com crianças, pois é paciente e muito carinhoso.

Este basset não curte muito ficar sozinho. Por ser dependente dos humanos, o ideal é que ele sempre tenha companhia, caso contrário poderá se demonstrar triste ou frustrado demais. É uma raça que tende à depressão, por isso, se sua família passa o dia todo fora, esta talvez não seja a melhor opção para vocês.

Sobre o autor

Jade Petronilho

Jade Petronilho

É jornalista por formação e comportamentalista veterinária por paixão. Desde criança é a "louca dos bichos", por isso resolveu estudar medicina veterinária, etologia e nutrição animal, mas ainda pretende, um dia, fazer zootecnia. Atualmente tem três cachorros, dois gatos e 13 peixes, mas além de cães, gatos e peixes, também já foi tutora de um coelho, três periquitos, dois porcos da índia, dois pintinhos e três cabritos.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.