Cinco características do gato ragdoll

Apesar de ser um felino de grande porte, o gato ragdoll é extremamente dócil. Tão tranquilo que chega a se largar no colo de seus humanos favoritos. Daí vem o nome do bichano: ragdoll, que em inglês significa “boneca de pano”.

Com uma aparência cativante e esse jeito de bom moço, o gatinho conquista muitos humanos. Aliás, ele é um dos mais procurados nas feiras de adoção. Mas e então, você conhece tudo sobre esse simpático bichinho?

Viu algumas fotos e se encantou pelo ragdoll, mas não conhece muito sobre a raça? Tudo bem. Preparamos um post com as cinco principais características que você precisa prestar atenção quando estiver frente a frente com essa bonequinha de pano tão atraente.

  1. Gostam muito de atenção

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, os gatos não são animais frios e distantes.Na verdade, nossos amigos felinos gostam e precisam de muito amor.

Agora, se um gato normalmente já sente a necessidade de estar perto de seu humano, quando falamos de  um gato ragdoll essa necessidade é ainda maior. Tanto que alguns papais e mamães consideram seu felino quase como um bebê, tamanha sua necessidade de atenção.

Mas não que isso seja de todo ruim. Embora peça muita atenção de seus humanos, o ragdoll sabe dar bastante amor à sua família, se tornando uma companhia inseparável.

  1. Estão sempre perto de seus humanos favoritos

Uma queixa muito comum de algumas pessoas sobre os gatos é que, ao contrário dos cães, eles não são de estar perto dos humanos o tempo todo.

Bem, se você estiver pensando em adotar um ragdoll filhote, distância do seu bichinho não será um problema.

Isso porque, como são muito carinhosos, eles adoram estar por perto de seus papais. Tanto que seu comportamento se parece muito com o dos cães, que seguem o humano onde quer que ele vá. Não é um amor?

  1. Precisam de muitos cuidados

Cuidar de um gato ragdoll requer atenção especial com sua higiene, o cuidado com os pelos e, principalmente, com a alimentação.

Como tem pelos muito grandes, o ragdoll precisa ser penteado todos os dias, para evitar que os pelos embaracem. Tem receio de que seu gatinho não vá gostar muito dessa ideia? Não se preocupe. Em geral, eles adoram o contato com o pente, porque para eles é mais uma oportunidade de estar pertinho e ainda receber um afago.

Por gostarem muito de água, eles não dão trabalho para tomar banho, então não se esqueça de banhar seu gatinho quando julgar necessário. O mesmo vale para suas unhas. Como elas crescem mais do que em outras raças, é importante apará-las sempre, para evitar que ele se machuque ou machuque alguém.

Já a alimentação precisa ser balanceada, para evitar que o animal ganhe muito peso. Isso porque o gato ragdoll costuma ser bem tranquilo e não é tão fanático por exercícios como outros bichanos. Falaremos um pouco mais sobre isso no próximo tópico.

  1. É um bichinho muito tranquilo

Ao contrário dos outros gatinhos, que costumam ser elétricos, pulando e escalando vários lugares e estão sempre caçando e correndo por aí, o ragdoll é um bichinho mais tranquilo.

Tanto que, se tiver de escolher entre uma boa soneca no seu colo ou uma caçada, por exemplo, ele escolherá, sem dúvida, ficar ao seu lado.

Não que ele não saiba brincar, ao contrário. O gato ragdoll sabe e gosta de brincar com seus humanos, mas gosta ainda mais de estar em seu colo, deitado preguiçosamente enquanto você lê um livro ou assiste ao seu filme preferido. Um verdadeiro gatinho de companhia.

  1. Se dá muito bem com crianças

O jeito dócil e tranquilo do gato ragdoll  transforma esse felino em uma excelente companhia para crianças.

Isso porque, apesar de não ser tão peralta como outras raças, o ragdoll adora brincar. Ele é excelente em se esconder, resolver pequenos quebra-cabeças ou até mesmo fingir que vai pegar os pequenos humanos, apenas para se divertir.

Por ser bastante curioso, o ragdoll adora brinquedinhos que acendam luzes ou façam barulho, por exemplo. Esses itens poderão tornar a brincadeira ainda mais divertida e interativa.

Mas, atenção: embora seja bem tranquilo, é importante que os humanos adultos fiquem de olho nas brincadeiras para que as crianças não machuquem o gatinho.

Sobre o autor

Matilha Petlove

Matilha Petlove

Deixe um comentário