Como cuidar bem de um porquinho da índia

Um pouco negligenciados, até mesmo por falta de informação, os roedores são pets que passam despercebidos algumas vezes. Porquinhos da índia, por exemplo, são uma alternativa muito legal para quem quer um amiguinho inteligente e que não demanda tantos cuidados nem muito espaço para viver, mas não se engane: eles exigem atenção de seus papais humanos e, no caso dos porcos da índia, algumas particularidades devem ser levadas em consideração.

Porquinhos da índia podem auxiliar crianças com autismo

A escolha da casinha para porquinho da índia

É importante que seu porquinho da índia tenha espaço na sua casa nova, que permita a ele estar confortável no seu dia dia, portanto a gaiola ou cercado deve ser pensada e escolhida com cuidado, opte por modelos que tenham paredes vazadas para que o interior da casinha não fique muito quente, afinal, eles são pets muito suscetíveis às mudanças de temperatura, fique atento ao local onde colocará a nova residência do seu pet. 

Um tamanho indicado de gaiola, seria de pelo menos 90 x 46 x 56 cm, com piso sólido e forração fofinha, forrar com uma cama natural é uma ótima opção, permitindo que ele fique quentinho quando quiser.

Se você não encontrar gaiolas com as dimensões necessárias, é possível construir um cercado para seu pet, assim, você pode escolher o tamanho que quiser e que agrade seu bichinho. Não se esqueça da forração!

Cuidados com a alimentação do porquinho da índia

Trata-se de um roedor herbívoro, então nada de pedacinho de carne para ele! Os porquinhos da índia se adaptam muito bem a uma dieta saudável que contém feno ração e certos tipos de verduras. Para os mais jovens, até seis meses, porquinhas grávidas e lactantes, indica-se o feno de alfafa, que é mais rico em calorias, cálcio e proteína.

Sobre a introdução de verduras na alimentação, é legal conversar com o médico veterinário do seu porquinho da índia.s escuras e folhosas são preferidas porque possuem mais vitaminas e minerais. Outras opções como alface não são indicadas por não terem valor nutricional considerável e poderem causar uma séria diarreia nesses animais.

Os porquinhos da índia, como os humanos, não sintetizam sua própria vitamina C, então deve-se introduzir alimentos com rico teor desta vitamina, como o pimentão vermelho, ou suplementos específicos.

Por fim, mas não menos importante, a água! O legal é sempre deixar à disposição água fresquinha. Seu pet ficará feliz, bem alimentado e hidratado.

Socialização e exercícios para seu pet

Lembre-se que os porquinhos da índia são pets muito ativos, ficam acordados em média 20 horas por dia, por isso precisam de espaço para andar e brincar. Eles também gostam muito de socializar, geralmente vivem bem em duplas ou bandos e adoram brincar com seus papais humanos, mas cuidado! Esta aproximação com pessoas deve ser gradual, para que eles se acostumem e gostem dessa atividade, que não deixa de ser um contato próximo com os pets e demonstração de carinho. 

É aconselhado que você solte seu porquinho da índia em um local seguro e com temperatura amena para que ele se exercite, caso você não tenha um lugar apropriado, brinquedos para roedores como túneis e rampas são muito legais de serem adicionadas á residência de seu porquinho.

Cuidados com a saúde e com os dentinhos do seu porquinho da índia

Os cuidados com a saúde do seu pequeno pet começam com o acompanhamento feito por um médico veterinário de sua confiança, preferencialmente especialista em animais silvestres e exóticos, que irá orientar como fazer o melhor manejo do seu bichinho, seja em relação a alimentação, banhos higiênicos até cuidados com a saúde dental do seu porquinho da índia.

Em relação à saúde bucal, é importante saber que os dentes de um porquinho-da-índia nunca param de crescer, portanto, a mastigação e a trituração do feno contribuem para dentes saudáveis. Alguns brinquedos para roedores podem ser adicionados na rotina, mas tenha cuidado, em caso de dúvidas sobre o que oferecer, pergunte ao médico veterinário, ele sempre será o seu melhor aliado no manejo do seu amigo. 

Observar o comportamento do seu pet, como a alimentação e defecação, é muito importante. Caso algo não esteja com a frequência normal, procure o seu médico veterinário. O banho, por exemplo, não é indicado como algo de rotina, mas não se preocupe, ele não ficará com cheirinho ruim! Existem alguns Kits para roedores, com pentes para pelagens “sedosas”, que irão garantir a manutenção de sua pelagem.

Sobre o autor

Gabriela Teixeira

Gabriela Teixeira

Estudante de medicina veterinária e mãe da Bela. Possuo formação em Biotecnologia, mas o amor por pets sempre foi maior que minha curiosidade pela ciência, tive que mudar de área e seguir meus instintos..rs..Hoje, nutro minhas paixões e sigo curiosa por tudo que se refere a tratar bem de nossos pets.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.