Como acostumar um gato com outro filhote?

Quem tem um gato em casa sabe o quanto pode ser desafiador trazer mais um filhote para a família. Os felinos domésticos, por natureza, não precisam viver em bando e podem ter até mesmo certa dificuldade quando são “forçados” à vida coletiva. Apesar disso, é bastante comum que pais de gatos tenham mais de um pet em casa e para que isso seja harmonioso, é preciso ficar atento aos sinais que cada um deles emite e também criar alternativas para que todos desfrutem de bem-estar.

Quando levamos um filhote para casa, é normal que os mais velhos se sintam deixados de lado, queiram “mostrar quem é que manda” e até façam alguns tipos de “correções” hostilizando e até batendo no menor. Com certas atitudes, temos uma tendência a proteger o novo morador, muitas vezes sendo injustos com nossos “filhos” mais velhos.

A orientação é, portanto, evitar mudar seu modo de ser com o gatinho que já estava na casa e sempre o recompensar quando for bonzinho com o novo irmão. Carinhos, palavras em tom amigável e até mesmo petiscos podem ser excelentes aliados neste momento, pois isso fará com que ele associe a presença do novo animal a coisas boas, que lhe agradam.

Incentivá-los a brincar e interagir é uma boa ideia, desde que não seja algo forçado. Fazer com que se alimentem próximo e recebam carinhos simultaneamente também é uma ótima forma de aproximá-los aos poucos.

Mais do que viverem em harmonia, os gatos precisam ainda ter alternativas para quando não querem ficar no mesmo ambiente que os outros, preservando a individualidade de cada um. Isso é possível, por exemplo, com a instalação de prateleiras pela casa, com caminhas em diferentes cômodos e não menos importante: com uma caixa de areia extra (o indicado é sempre ter uma bandeja a mais do número de gatos da casa).

Sobre o autor

Jade Petronilho

Jade Petronilho

É jornalista por formação e comportamentalista veterinária por paixão. Desde criança é a "louca dos bichos", por isso resolveu estudar medicina veterinária, etologia e nutrição animal, mas ainda pretende, um dia, fazer zootecnia. Atualmente tem dois cachorros, dois gatos e 13 peixes, mas além de cães, gatos e peixes, também já foi tutora de um coelho, três periquitos, dois porcos da índia, dois pintinhos e três cabritos.

4 Comentários

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.