COVID: falta de anestésicos pede o adiamento de cirurgias eletivas de pets

Com os hospitais ainda cheios, a pandemia continua influenciando na escassez de alguns recursos necessários para o tratamento de pacientes. Sabia que além dos kits de intubação há o risco de faltar anestésicos para socorrer as vítimas da COVID-19?

Pois é, e o que pouca gente sabe é que os anestésicos utilizados em humanos muitas vezes são os mesmos que os médicos veterinários usam para cuidar dos bichinhos. Portanto, se você tem agendada uma cirurgia para o seu cão ou gato, veja a possibilidade de adiá-la.

Cachorro sendo atendido

Prorrogue as cirurgias eletivas

É claro que não estamos falando para você adiar uma cirurgia emergencial e deixar a saúde do seu peludinho em risco. O nosso pedido é que você prorrogue aquelas cirurgias ou tratamentos que podem esperar até que a situação nos hospitais fique mais controlada.

Por exemplo, a castração do seu gato ou um procedimento rotina de limpeza dos dentes no seu cachorro podem ser reagendadas sem interferir na qualidade de vida dos pets. Converse com o médico veterinário para confirmar a possibilidade, assim você contribuirá bastante com quem mais precisa de cuidados médicos no momento :).

Procedimentos mais caros

Além da questão humanitária, adiar as cirurgias eletivas pode fazer você economizar um bom dinheiro, afinal, a falta de anestésicos inflacionou o mercado e alguns medicamentos sofreram um aumento de até 100%.

Importante ressaltar que as cirurgias podem ser adiadas, porém jamais esquecidas, ok? Além disso, os check-ups periódicos devem continuar em dia mesmo durante a pandemia, pois só assim você garante que está tudo bem com a saúde do seu filho de quatro patas!

Para você não precisar sair de casa e aumentar a segurança de toda a família, a Dog Hero oferece o atendimento médico veterinário domiciliar, veja se sua região é atendida e agende agora mesmo uma consulta. Os Assinantes Petlove ainda ganham cashback de 25%! 

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e que não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.