Principais cuidados na alimentação dos coelhos

Os coelhos, assim como todos os pets, precisam ter uma alimentação adequada, que irá determinar a qualidade de vida e saúde deles. Oferecer alimentos inapropriados pode causar inúmeros problemas à saúde, podendo até mesmo levar à morte.

Caso esteja determinado em adotar um orelhudo, é preciso estar ciente sobre a dieta mais adequada para ele, para proporcionar-lhe uma ótima qualidade de vida. Lembrando que não é indicado dar alimentos de humanos ou qualquer derivado animal para os coelhos, afinal, eles são animais herbívoros, lembre-se disso!

Principais cuidados na alimentação dos coelhos

Em entrevista à Petlove, a professora e médica veterinária Yamê Davies, diz que os pais devem estar muito atentos à alimentação, que é um fator fundamental para uma boa vida. “Muita gente que está acostumada a criar cão e gato e quer oferecer uma alimentação à base de ração. Então a pessoa acha que adquirindo a ração indicada para o coelho e deixando-a disponível 24 horas, já está ótimo. Mas a real é que esse animal não precisa apenas disso”, conta.

Sobre os alimentos, a médica veterinária afirma que esses pets precisam de alimentos à base de fibras, como verduras escuras frescas e feno. “80% da alimentação de um coelho deve conter muitas fibras e os outros 20% pode ser complementado com frutas, alguns legumes que podem ser oferecidos e a ração”, disse.

Oferecer uma dieta à base de fibras, de acordo com Yamê, vai manter o trato gastrointestinal do pet saudável, assim evitando qualquer tipo de doença, como a diarreia, que é muito comum em coelhos, além do timpanismo, um problema recorrente causado pelo excesso de ração.

Principais cuidados na alimentação dos coelhos

Dar apenas ração ao coelho também pode fazer com que ele tenha crescimento excessivo dos dentes. “Os coelhos têm crescimento contínuo dos dentes e uma forma de frear esse aumento é fazendo com que eles estejam sempre mastigando algo para realizar o que chamamos de “desgaste mecânico”. A ração é um alimento energético e causa uma sensação de saciedade no animal, logo ele não irá ingerir mais alimentos após a refeição. Uma vez que se oferece menos ração e mais fibras, ele sentirá fome mais rápido e, consequentemente, irá desgastar os dentes enquanto mastiga os alimentos.

Ambiente

Falar sobre o espaço destinado ao coelho também é muito importante quando se trata da saúde intestinal. “Esse pet pode ser mantido em gaiola, porém ele precisa ser solto várias vezes ao longo do dia. O coelho é um animal muito ativo e precisa de um bom espaço para sobreviver” disse Yamê Davies. Segundo a doutora, é preciso se pensar que o coelho é um “mini cavalo”, isto é, assim como os cavalos, que vivem soltos, os orelhudos precisam caminhar todos os dias para que o intestino funcione corretamente.

Principais cuidados na alimentação dos coelhos

Alimentos não indicados para coelhos

Mesmo tendo em mente a dieta de um coelho, é fundamental saber quais são os alimentos considerados “tóxicos” para ele. Caso não saiba, esses orelhudos não podem ingerir qualquer tipo de folha, existem algumas que não são indicadas a ingestão:

  • Cactos;
  • Samambaia;
  • Aloe Vera;
  • Flor de páscoa;
  • Orquídea;
  • Hera;
  • Narciso;
  • Visco;
  • Juniperus;
  • Folhas de chá.

Muita gente tem dúvidas sobre o alface, se ele pode ou não ser oferecido aos coelhos. A verdade é que essa folha pode ser ingerida, mas em pequenas quantidades, já que é um alimento de pouca fibra e muita água, o que pode causar diarreia grave quando dada em excesso. Por esse motivo não é aconselhável oferecer folhas de alface, pois elas não têm tantos benefícios e ainda podem causar complicações caso sejam dadas de maneira errada.

Além destas plantas, existem também alguns alimentos que são considerados danosos os coelhos:

  • Sal;
  • Açúcar;
  • Gordura;
  • Batata;
  • Alho;
  • Cebola;
  • Chocolate;
  • Abacate;
  • Amido.

Em casos onde o pet tenha ingerido algum destes alimentos citados acima e tenha tido alguma complicação, é preciso levá-lo a um médico veterinário de confiança para prevenir qualquer tipo de problemas futuros.

Sobre o autor

Gabriel Arruda

Gabriel Arruda

É Jornalista, apaixonado por pets e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.