Cuidados na Hora do Parto

O momento da fêmea parir é um dos mais esperados quando se cria cães e gatos, mas também costuma gerar muitas dúvidas de como agir durante a gestação e o parto de maneira correta com a fêmea e seus filhotes.

O primeiro passo é ter conhecimento do dia em que ocorreu o cruzamento, pois a gestação das cadelinhas e gatinhas podem durar de 58 a 62 dias, sabendo disso fica mais fácil ter noção de quando ocorrerá o parto. Se possível, também é recomendado realizar uma ultrassonografia na fêmea durante a gestação para identificar quantos filhotes estão por vir e também se estão saudáveis.

Todos os direitos reservados a giannianna

Cuidados na Hora do Parto

Para evitar que a mamãe ou seus filhotes apresentem algum problema durante a gestação ou no parto, o ideal é que sejam acompanhados por um médico veterinário. As mães precisam de alimentação especial e balanceada com vitaminas e suplementos, os quais auxiliam para que elas não fiquem fracas e possam nutrir seus filhotes adequadamente tanto na gestação quanto na amamentação.

No período entre o 58º até o 62º dia da gestação é preciso muita atenção, pois a fêmea irá começar a dar sinais de que a hora do parto está chegando. Começam a ficar inquietas, procurando cantinhos para fazer ninhos, ficam ofegantes, a barriga fica mais pendular e as tetas cheias de leite. O sinal principal que indica o início do parto é a eliminação contínua de uma secreção vaginal. Essa primeira fase pode durar de 6 a 24 horas.

A segunda fase é caracterizada pela expulsão dos filhotes com contrações, esse processo tem duração variada, pois depende da quantidade de filhotes existentes. Nas cadelas, caso demore mais do que 8 horas, a mãe deve ser levada ao veterinário com urgência, pois pode estar sem forças de iniciar ou continuar o parto sozinha. No caso das gatas é mais difícil ocorrer problemas na hora do parto, pois os filhotes costumam sair com intervalo de, no máximo, 1 hora entre um e outro.

Após a eliminação de cada feto, a própria fêmea costuma romper a membrana que os envolve e os lambe, para estimular a respiração. Caso ela não faça essa estimulação, é necessário que o próprio dono faça e depois coloque o filhote  em um pano limpo, deitando-o com a cabeça mais inclinada para baixo, para que toda a secreção das vias aéreas seja eliminada. A terceira fase ocorre após a eliminação de cada feto, onde a fêmea elimina a placenta de cada um.

O parto acaba quando todos os filhotes já saíram. Nesse momento, vê-se diminuição abdominal e ao palpar a região não se observa a presença de nenhum feto. É importante prestar atenção se todos os filhotes estão se amamentando sozinhos, se tiver algum perdido, o dono deve colocá-lo próximo das mamas da cadelinha ou gatinha para ajudar. Algumas mães podem apresentar corrimento nos dias seguintes ao parto, devido aos restos de placenta e anexos embrionários existentes.

Sobre o autor

Dr. Marcio Waldman

Dr. Marcio Waldman

Medico veterinário, diretor e fundador do www.petlove.com.br. Formado em 1988 pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP e pós graduado em latu sensu em odontologia veterinária, foi secretário geral da Anclivepa SP (associação nacional de clínicos veterinários de pequenos animais) e sócio fundador do Simpavet (sindicato patronal dos médicos veterinários). Atuou como clínico veterinário de pequenos animais de 1988 a 2005 em São Paulo, e em 2005 terminou a atividade na clinica para se dedicar exclusivamente ao Pet Love.

Deixe um comentário