Depressão em cães: causas, sintomas e tratamento

Há quem ache mentira, mas os animais apresentam sim doenças mentais como ansiedade e depressão. E elas são motivadas e se manifestam de forma muito parecida como acontece com nós humanos. A depressão em cães é uma doença silenciosa e exige muita atenção para ser identificada e tratada o quanto antes para que seu bichinho não sofra. Eles não merecem isso!

Causas da depressão em cães

Mudanças na rotina da casa podem parecer sutis para você, mas às vezes para o cachorro pode ser um tornado na vidinha dele. Alguns desses fatores podem ser a causa da depressão em cães:

 A morte de uma pessoa próxima ou de outro animal que convivia com ele.

 O contrário também pode ser motivo: a chegada de um novo membro na família (como um bebê ou outro animalzinho).

 Mudança de ambiente. Principalmente se for de uma casa maior para uma menor, diminuindo o espaço que o cachorrinho estava acostumado a ficar.

 Se o animal ficou doente por muito tempo e tenha afetado seus hábitos e rotinas.

Sintomas

Assim como nos humanos, a depressão aparece por meio de mudanças comportamentais e de humor. A depressão em cães pode apresentar os seguintes sintomas:

– Falta de apetite. O cachorrinho passa a não comer como antes e começa a perder peso.

– Apatia. O bichinho passa o dia todo deitado, mostra desinteresse por brinquedos, petiscos e coisas que antes ele gostava. Os olhinhos ficam baixos e tristes. Não abana mais o rabinho :(.

– Podem ficar resistentes ao toque, rejeitando até mesmo carinho do dono.

São mudanças drásticas no comportamento e humor do seu animalzinho, mas às vezes, uma vida muito corrida ou agitada pode fazer com que você demore a perceber que seu bichinho não está bem. Por isso dar sempre atenção e carinho ao seu pet é a melhor forma de prevenção contra essa e outras doenças.

Tratamento

Deu para ver que a depressão em cães possui vários motivos e o tratamento também pode variar muito de acordo com a causa.

A primeira coisa que você deve fazer é levar seu filho peludo ao médico veterinário para confirmar o diagnóstico, já que às vezes esses sintomas podem ser resultado de alguma outra alteração física no organismo do seu animalzinho.

Se for mesmo identificada a depressão, a primeira coisa é descobrir qual foi a causa. Se o motivo foi a perda de outro animalzinho que vivia na casa, por exemplo, levar seu cachorro diariamente para socializar com outros cachorros ou mesmo trazer um novo morador peludo para fazer companhia podem trazer de volta a rotina.

Mas, dependendo do caso ou do grau, o médico veterinário pode receitar alguns remédios para deixar seu bichinho saudável e feliz.

Sobre o autor

Bruna Cela

Bruna Cela

Publicitária e aspirante a empresária. Mãe coruja da Sunny, daquelas que posta mil fotos no Instagram (como essa aí de cima). Ama tudo o que é relacionado a arte e a escrita é sua melhor ferramenta de expressão. Conversa com todos os pets que encontra pelo caminho e jura que, na maioria das vezes, eles respondem.

Deixe um comentário